Carlos Gregório Jr|Divulgação
Carlos Gregório Jr|Divulgação

Cruzeiro rejeita proposta do Vasco e confirma retorno de Riascos

Empréstimo do atacante colombiano acabou neste fim de semana

Estadão Conteúdo

16 de maio de 2016 | 19h05

O presidente do Cruzeiro, Gilvan de Pinho Tavares, rejeitou nesta segunda-feira a proposta do Vasco para estender a permanência do atacante Riascos em São Januário. O contrato do jogador colombiano com o clube carioca se encerrou no fim de semana.

"Estamos trazendo de volta o atleta Riascos, que não foi bem aproveitado em sua primeira passagem pelo Cruzeiro, mas se deu bem no Rio. Vamos fazer uma avaliação dele. Se o treinador achar que ele deve ficar, vamos mantê-lo e ele vai enriquecer o nosso elenco", disse o mandatário na apresentação do técnico Paulo Bento.

Gilvan disse que poderá contar com Riascos, um dos artilheiros do Campeonato Carioca, até como moeda de troca, caso o novo treinador não opte por sua permanência no elenco. Assim, o colombiano poderia abrir as portas para outros reforços no Cruzeiro.

Sem dar maiores detalhes sobre a proposta vascaína, o presidente do Cruzeiro disse que o Vasco fez nova oferta de empréstimo, o que não agradou ao time mineiro. "O Vasco fez proposta para continuar emprestado, melhorando as condições do empréstimo, mas nós achamos que ele é um jogador caro. Fizemos um investimento alto nele. E achamos que agora não é momento de a gente estar fazendo esta bondade com outros clubes", declarou Gilvan.

Questionado sobre outras contratações, como o lateral Maxwell, do Paris Saint-Germain, e o atacante Rafael Sobis, do Tigres, o mandatário desconversou. "Qualquer grande jogador que esteja disponível tem grande possibilidade de vir para o Cruzeiro. Se o treinador falar que vai precisar de jogadores deste perfil, a gente está disposto a investir nesses jogadores para o elenco."

Tudo o que sabemos sobre:
CruzeiroVasco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.