Cruzeiro repatria Edílson ?Capetinha"

O "Capetinha" Edílson deverá ser anunciado nos próximos dias como o novo reforço do Cruzeiro para o restante da temporada 2005. O jogador, de 33 anos, que atualmente defende o Al-Ain, dos Emirados Árabes, anunciou que estará em Belo Horizonte, provavelmente no dia 18, para acertar os detalhes de seu contrato com o clube mineiro, pelo qual atuou no primeiro semestre de 2002. "Eu tenho conversado com o presidente Alvimar (de Oliveira Costa) e acredito que vai dar tudo certo para eu voltar para o Cruzeiro", disse o atacante, em entrevista à Rádio Itatiaia. Em sua primeira passagem pelo clube mineiro, Edílson participou da conquista da Copa Sul Minas. Porém, depois de ser campeão mundial pela Seleção na Copa do Japão e da Coréia, ele causou mal-estar na Toca da Raposa ao se transferir para o Kashima Reysol. O atacante sequer retornou à capital mineira depois do pentacampeonato mundial na Ásia. A atitude e a postura do atleta foram entendidas na época como desdém. Na entrevista à emissora de rádio mineira, ele foi só elogios ao clube. "O Cruzeiro é um dos maiores clubes, um dos maiores times que têm no Brasil". Segundo Edílson, seu contrato com o Al-Ain termina no próximo dia 15."Agora na minha ida ao Brasil devo ir para Belo Horizonte para acertar todos os detalhes e começar a treinar". O Capetinha garantiu que mantêm as mesmas condições físicas e técnicas de sua primeira passagem pelo Cruzeiro. No ano passado, o atacante disputou o Brasileirão pelo Vitória, que terminou rebaixado para a Série B da competição. Mas ele sustenta que foi o sua melhor performance no campeonato nacional. "Apesar de o Vitória ter caído para a segunda divisão, tecnicamente, individualmente, foi meu melhor brasileiro. Joguei vinte e poucas partidas e fiz 18 gols", observou. "Jogando pelo Palmeiras, eu não consegui isso, jogando pelo Corinthians, eu não consegui isso". FRED - Se Edílson está chegando, outro atacante, Fred, pode estar se despedindo da Toca da Raposa. Nesta terça-feira, o jogador admitiu que o seu procurador e irmão, Rodrigo, foi procurado por um empresário ligado ao Olympique de Marselha. O clube francês já teria também feito uma proposta oficial de 10 milhões de euros pelos direitos econômicos do artilheiro celeste. O Cruzeiro nega. "Não temos proposta oficial de nenhum clube da Europa", afirmou o gerente de Futebol, Eduardo Maluf.Fred mantém o discurso de que está "feliz" no clube e somente "concentrado" nas disputas da temporada. "Tenho um contrato longo e só comento a respeito do Cruzeiro", desconversa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.