Bruno Haddad
Bruno Haddad

Cruzeiro se despede da temporada 2020 contra o rebaixado Paraná

Auxiliar fixo Célio Lúcio terá a missão de comandar a última partida do time mineiro

Redação, Estadão Conteúdo

29 de janeiro de 2021 | 07h02

Sem boas lembranças para guardar, o Cruzeiro vai se despedir da temporada 2020 nesta sexta-feira. Sem conseguir voltar para a primeira divisão, o time mineiro vai enfrentar o rebaixado Paraná no estádio Durival Britto, em Curitiba, às 21h30, de olho em 2021, quando voltará a disputar a Série B do Campeonato Brasileiro.

A primeira busca será a de um técnico após a saída de Luiz Felipe Scolari . O auxiliar fixo Célio Lúcio terá a missão de comandar a última partida. Vindo de empate sem gols, em casa, contra o Náutico e sem perder há duas rodadas, o Cruzeiro soma 48 pontos e está no 12º lugar, enquanto o Paraná, rebaixado na antepenúltima colocação, acumula 36 pontos e vem de três derrotas seguidas, sendo a última para o lanterna Oeste (1 a 0), em Barueri.

No Cruzeiro, o zagueiro Manoel e o volante Filipe Machado estão com lesão muscular na coxa direita e não jogam. O goleiro Fábio, o zagueiro Ramon e o atacante Airton estão suspensos e também são desfalques. Vitor Eudes, que já havia substituído Fábio após a expulsão, será titular no gol. Cacá e Paulo ficam na defesa. Jadson ganha espaço no meio-campo e Welinton jogará no ataque. No sistema ofensivo há outra novidade. O jovem atacante Riquelmo, de apenas 18 anos, foi relacionado e ficará como opção.

No Paraná, o técnico Márcio Coelho terá que fazer algumas mudanças. O zagueiro Salazar e o lateral-esquerdo Jean Victor receberam o terceiro cartão amarelo e cumprirão suspensão. Rafael Lima e Juninho, respectivamente, ficarão com as vagas.

O meia Renan Bressan, por sua vez, volta após cumprir suspensão. Ele deve entrar no lugar de Kazu, mas o atacante Bruno Lopes também corre risco de perder seu espaço. O zagueiro Fabrício (joelho), o volante Kuan (tendão) e o atacante Bruno Gomes (tornozelo) seguem no departamento médico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.