Marcos de Paula/AE
Marcos de Paula/AE

Cruzeiro segura pressão e vence Ceará por 1 a 0

De pênalti, Montillo marcou o gol da vitória; time mineiro agora ocupa a 11ª posição

CRISTIANO MARTINS, Agência Estado

20 de agosto de 2011 | 20h23

O Cruzeiro conseguiu neste sábado, 20, segurar a pressão do embalado Ceará, que vinha de uma convincente vitória sobre o Grêmio, e, mesmo não jogando bem, venceu por 1 a 0 no Parque do Sabiá, em Uberlândia, pelo Campeonato Brasileiro.

O jogo era considerado importante por ambos os lados, devido à proximidade das duas equipes na tabela. E, com o resultado, o time mineiro chegou a 24 pontos e assumiu a 11ª posição, superando o próprio Ceará, que segue com 22 pontos e caiu para a 12ª colocação.

Apesar de jogar fora de seus domínios, o Ceará foi superior durante a maior parte do tempo. As principais jogadas contavam com a participação do rápido Osvaldo, destaque da etapa inicial ao lado do goleiro Fábio, recém-convocado para a seleção.

A partida começou em bom ritmo, com uma chance para o Cruzeiro logo aos quatro minutos, quando Roger cruzou da esquerda e achou Ortigoza na segunda trave. O atacante paraguaio, porém, não acertou o cabeceio e desviou à esquerda do goleiro Diego.

A resposta veio apenas dois minutos depois, com Thiago Humberto. No contra-ataque, o camisa 10 recebeu livre na entrada da área e chutou de primeira, acertando o travessão de Fábio. Na jogada seguinte, o meia voltou a dar trabalho em mais um chute de longe, que exigiu uma grande defesa do goleiro.

O Cruzeiro voltou a chegar com perigo apenas aos 25 minutos, mas Ortigoza chutou sem direção após uma boa tabela com o lateral Vitor pela direita. Wellington Paulista, que estava no meio da área, reclamou do individualismo do companheiro de ataque.

O ritmo da partida foi diminuindo, mas o Ceará continuou melhor. Aos 39, Euzébio recebeu na entrada da área e chutou de primeira, mas mandou no meio do gol, para a fácil defesa de Fábio. Ainda no primeiro tempo, o Cruzeiro teve a chance de abrir o placar em boa cabeçada do zagueiro Gil. A finalização, no entanto, parou na defesa espetacular de Diego.

O Ceará voltou para a segunda etapa com a mesma pegada do primeiro tempo e chegou a balançar a rede aos 8 minutos, mas a arbitragem viu impedimento do volante Heleno após um bate-rebate na área. E o gol cearense quase saiu numa trapalhada de Ortigoza, que tentou cortar um cruzamento e acabou mandando contra o próprio gol. Fábio estava atento e evitou.

O time visitante ainda teve uma excelente oportunidade aos 19 minutos, quando Osvaldo cruzou rasteiro da direita e Marcelo Nicácio tocou na saída de Fábio. Mas o lateral Vitor, que acompanhava a sobra, tirou a bola em cima da linha, para o desespero dos cearenses.

E, após perder tantas oportunidades, o Ceará acabou punido. Aos 25 minutos, Anderson Luís puxou Wellington Paulista na área e o árbitro marcou pênalti. Com muita classe, Montillo bateu no canto esquerdo de Diego e colocou o Cruzeiro em vantagem.

O Ceará ainda tentou empatar aos 38 minutos, mas Fábio saiu bem do gol e evitou o gol de cabeça do atacante Washington. Os visitantes foram para a pressão nos minutos finais, mas a defesa cruzeirense conseguiu segurar o bom resultado.

No próximo domingo, às 18 horas, o Cruzeiro faz o clássico contra o arquirrival Atlético Mineiro como visitante, na Arena do Jacaré. Já o Ceará recebe o Bahia, às 16 horas, no estádio Presidente Vargas, em Fortaleza.

FICHA TÉCNICA:

Cruzeiro 1 x 0 Ceará

Cruzeiro - Fábio; Vitor, Gil, Léo e Diego Renan; Marquinhos Paraná, Fabrício, Roger (Charles) e Montillo; Ortigoza (Reis) e Wellington Paulista (Sebá). Técnico: Joel Santana.

Ceará - Diego; Boiadeiro, Fabrício, Anderson Luis e Egídio; Heleno, Michel, Rudnei (Euzébio, depois Felipe Azevedo) e Thiago Humberto; Osvaldo e Marcelo Nicácio (Washington). Técnico: Vagner Mancini.

Gol - Montillo, aos 26 minutos do segundo tempo.

Árbitro - Nielson Nogueira Dias.

Cartões amarelos - Gil, Charles e Anderson Luís.

Renda e público - indisponíveis.

Local - Parque do Sabiá, em Uberlândia (MG).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoCruzeiroCeará

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.