Divulgação/Cruzeiro
Divulgação/Cruzeiro

Cruzeiro só empata com o CRB em Maceió e é eliminado da Copa do Brasil

Equipe mineira havia perdido no duelo de ida no Mineirão e ficou no 1 a 1 no confronto de volta

Redação, Estadão Conteúdo

26 de agosto de 2020 | 18h36

Com uma boa vantagem adquirida no duelo de ida, o CRB confirmou a vaga à quarta fase da Copa do Brasil ao empatar por 1 a 1 com o Cruzeiro nesta quarta-feira, em casa, no Rei Pelé, em Maceió. O time mineiro abriu o placar, mas o rival alagoano contou com o faro de gol de Léo Gamalho, que voltou a ser decisivo.

O atacante já havia castigado o rival mineiro no primeiro duelo, disputado em março, no Mineirão, ao marcar os dois gols do triunfo por 2 a 0. Ele voltou a deixar sua marca e o CBR, com o placar agregado de 3 a 1, garantiu a classificação à fase seguinte da competição, reiniciada nesta semana após mais de cinco meses de paralisação.

Para o volante Ariel Cabral, a derrota na ida foi fatal. "Não podíamos ter perdido em casa. A gente vivia um outro momento e o time deles soube se aproveitar. No jogo de hoje acho que o time foi muito bem. Mostrou muita vontade e se sacrificou para tentar a classificação. Os meninos estão de parabéns e agora vamos continuar trabalhando", disse o argentino.

O zagueiro Léo, que escorregou no lance do gol de empate, marcado por Léo Gamalho, também acha que o time se doou ao máximo. No entanto, ele reclamou de um pênalti não marcado em cima de Maurício, ainda no primeiro tempo. "A falta foi clara e poderia ter mudado a história do jogo."

Ao final, o técnico Enderson Moreira se dirigiu ao trio de arbitragem reclamando do lance de pênalti, bem como do tempo de acréscimo no segundo tempo. O árbitro paulista Vinícius Gonçalves Dias Araujo acrescentou 20 minutos, 16 deles devido à paralisação para atendimento do lateral Igor, do CRB, que levou a pior num choque de cabeça com o volante Jadsom, do Cruzeiro.

O adversário do CRB será definido em sorteio a ser realizado pela CBF. Já o Cruzeiro se concentra agora apenas na Série B do Campeonato Brasileiro. O torneio é o grande foco da temporada, visto que a equipe mineira quer retornar à elite do futebol brasileiro.

O JOGO

O Cruzeiro foi muito prejudicado pelos inúmeros desfalques, entre lesionados e jogadores que não puderam entrar em campo por já terem defendido outras equipes na competição. O time do técnico Enderson Moreira até começou bem e foi melhor no primeiro tempo, mas não conseguiu manter o ritmo nos últimos 45 minutos.

O Cruzeiro teve domínio no primeiro tempo, evidenciado pelos números: teve 57% de posse de bola, arrematou sete vezes, sendo três em direção ao gol, e conseguiu traduzir sua superioridade em gol no final da etapa inicial com Giovanni. No lance, o lateral-esquerdo recebeu de Riquelmo na área e bateu cruzado, de esquerda, para vencer o goleiro. Foi seu primeiro gol com a camisa do time mineiro.

No começo do segundo tempo, o lateral Igor, do CRB, levou a pior em choque de cabeça com Jadsom e teve de sair de ambulância do estádio. A partida ficou 15 minutos paralisada porque não havia outra ambulância no local. O jogo só foi recomeçado depois que ela chegou. O clube alagoano ainda não informou o estado de saúde do atleta.

E foi dois minutos após a bola voltar a rolar que o CRB conseguiu o empate. Magno Cruz cruzou da direita, o zagueiro Léo escorregou e a bola chegou nos pés de Léo Gamalho, que não perdoou. O artilheiro dominou de esquerda e bateu de direita, para deixar tudo igual.

Léo Gamalho vive grande fase e é o maior goleador do time alagoano na temporada, com 15 gols. Também é o artilheiro da Série B, com seis, e vice-artilheiro da Copa do Brasil, com cinco.

Depois disso, os anfitriões conseguiram administrar a vantagem de forma bem sucedida e foram pouco ameaçados. Os visitantes melhoraram depois da entrada do jovem Airton, mas chegaram com perigo apenas com Thiago, que cabeceou no ângulo e obrigou bela defesa do goleiro Victor Souza. O árbitro só apitou o final do jogo aos 66 minutos do segundo tempo em razão do longo tempo de paralisação para a chegada de uma nova ambulância.

FICHA TÉCNICA

CRB 1 X 1 CRUZEIRO

CRB - Victor Souza; Lucas Mendes, Gum, Ewerton Páscoa (Reginaldo Júnior) e Igor (Hugo); Claudinei, Washington e Diego Torres; Magno Cruz (Dudu), Léo Gamalho e Luidy. Técnico: Marcelo Cabo.

CRUZEIRO - Fábio; Raúl Cáceres, Léo, Manoel e Giovanni; Ariel Cabral, Jadsom, Roberson (Airton); Riquelmo (Judivan), Thiago e Maurício (Marco Antônio). Técnico: Enderson Moreira.

GOLS - Giovanni, aos 45 minutos do primeiro tempo. Léo Gamalho, aos 18 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Vinicius Gonçalves Dias Araujo (SP).

CARTÕES AMARELOS - Léo Gamalho (CRB); Léo, Thiago, Jadsom e Judivan (Cruzeiro)

LOCAL - Rei Pelé, em Maceió (AL).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.