Cruzeiro terá que indenizar o América

O Cruzeiro foi condenado pela Justiça a pagar uma indenização de US$ 2,1 milhões ao América, referente a 30% do valor de venda do passe do lateral Evanílson para o Borussia Dortmund, da Alemanha, em 1999. A decisão foi tomada pela 13ª Vara Cível de Belo Horizonte, no final da tarde desta segunda-feira, e o Cruzeiro terá prazo de 15 dias a partir da publicação da sentença no Diário Oficial do Estado, o que deve acontecer nesta terça-feira, para recorrer ao Tribunal de Alçada de Minas.De acordo com o advogado do América, José Ornelas de Melo, a Justiça entendeu ser procedente a queixa de que, na negociação da transferência de Evanílson para o futebol europeu, o Cruzeiro deveria ter dividido os recursos com o clube no qual o lateral atuou antes de ir para a Toca da Raposa. Evanílson foi emprestado pelo América ao Cruzeiro, que pagou R$ 550 mil para tê-lo definitivamente. Quatro dias depois de quitar o passe, o Cruzeiro vendeu o jogador, o que seria uma demonstração que a negociação acontecia quando o passe do jogador ainda não pertencia ao clube. ?Essa decisão da Justiça de Minas é um marco nas novas relações entre clubes brasileiros no que diz respeito a negociação de jogadores?, disse o advogado. O departamento jurídico do Cruzeiro reafirmou, porém, que a negociação com o América foi concluída antes da transferência do atleta para a Alemanha, o que isentaria o time de fazer qualquer tipo de ressarcimento. "Vamos recorrer ao Tribunal de Alçada e, se preciso, vamos em seguida ao Superior Tribunal de Justiça, em Brasília, para ganhar esta causa", disse o assessor da presidência do Cruzeiro, Valdir Barbosa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.