Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Cruzeiro termina turno em primeiro lugar

O Cruzeiro manteve a liderança isolada no Campeonato Brasileiro, ao empatar com o Fluminense, por 2 a 2, neste sábado à tarde, no Estádio Giulite Coutinho, em Édson Passos, na Baixada Fluminense. O time mineiro chegou aos 47 pontos, no encerramento do primeiro turno da competição, e foi beneficiado pela derrota do Santos para o Grêmio. Já o Tricolor carioca interrompeu a série de seis derrotas consecutivas e conseguiu o gol de empate no final da partida. O primeiro tempo foi totalmente dominado pelos visitantes. Apesar do desfalque de Alex, o Cruzeiro ditava o ritmo do jogo, encurralava o Fluminense e chegava com perigo a todo instante à área do Tricolor. O placar dos 45 minutos iniciais poderia ter sido mais favorável à equipe dirigida por Vanderlei Luxemburgo. O Fluminense não chutou nenhuma bola a gol no primeiro tempo. Houve uma tentativa do lateral Jadílson, mas a bola saiu pela linha lateral. E até o gol do Tricolor surgiu de uma infelicidade do zagueiro cruzeirense Cris, que cabeceou para a própria meta, tirando a bola das mãos do goleiro Gomes. Isso ocorreu aos 45 minutos. Antes, o Cruzeiro já marcara duas vezes. Aos 13, Aristizábal completou com a perna direita bom cruzamento de Maurinho, sem defesa para Kleber.Aos 40, em passe de Maicon, Mota finalizou com precisão. Romário teve atuação apagada. Ele prometera a reabilitação durante a semana, disse que marcaria pelo menos um gol no Cruzeiro e tentou assim estimular a equipe. Em campo, o atacante foi vencido pela marcação da zaga mineira e pouco produziu. Faltava também a Romário um jogador à altura com quem pudesse tabelar. O escolhido pelo técnico Joel Santana, Joãozinho, deixou a desejar. O Cruzeiro voltou para o segundo tempo com uma alteração: Alex Alves no lugar de Mota. O novo reforço, que veio para compensar a saída de Deivid, entrou com desenvoltura. Logo no início, criou boa chance. Em seguida, Lopes desperdiçou a oportunidade de empatar, diante de Gomes. O Fluminense continuava desorganizado e o Cruzeiro parecia preocupado apenas em cadenciar o jogo até o fim. Acabou surpreendido aos 42 minutos, quando Marcão, de cabeça, empatou a partida. Pouco antes, torcedores do Fluminense invadiram o gramado, o que pode resultar na perda de mando de campo da equipe nas próximas rodadas.

Agencia Estado,

02 de agosto de 2003 | 18h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.