Cruzeiro treina no Mineirão, exalta feito e mira recorde

Caso vença o Fluminense, time mineiro vai terminar o Brasileirão com 80 pontos, superando os 78 pontos do São Paulo em 2006

Estadão Conteúdo

04 de dezembro de 2014 | 16h13

O elenco do Cruzeiro já viveu um dia de festa nesta quinta-feira, em treino que serviu de preparação para o jogo deste domingo, contra o Fluminense, no Mineirão, pela rodada final do Brasileirão. O time trabalhou no grande palco do confronto no qual receberá a taça de campeão nacional e os jogadores posaram para a foto oficial do tetracampeonato brasileiro ao lado de membros da comissão técnica e da diretoria.

Após a atividade, os atletas celebraram o fato de que conseguiram se consagrar campeões com duas rodadas de antecedência e agora poderão atuar tranquilos para a fazer a festa com os seus torcedores. "Batalhamos o ano inteiro para chegar ao nosso objetivo. Tivemos jogos complicados, difíceis e fomos a equipe mais regular. O nosso trabalho foi bem feito, fizemos um bom campeonato, todo mundo foi bem. As boas atuações fizeram com que a nossa equipe tivesse a maioria dos jogadores na seleção do campeonato. O elenco inteiro está de parabéns", destacou o zagueiro Léo, em entrevista coletiva.

O volante Lucas Silva, por sua vez, destacou nesta quinta que o Cruzeiro terá a chance de encerrar a competição com 80 pontos, o que seria um recorde na história da era dos pontos corridos enquanto o torneio contou com 20 clubes - em 2003, o próprio Cruzeiro foi campeão nacional com 100 pontos, mas o Brasileirão então tinha 24 times e consequentemente oito partidas a mais.

"O Marcelo Oliveira frisou desde a sua chegada em relação a bater metas e fazer história. Temos mais essa oportunidade de recorde. É o jogo da entrega da taça, a torcida toda estará presente. Vamos em busca de bater esse recorde e nos manter na frente" disse Lucas Silva.

O recorde de aproveitamento do Brasileirão desde que a competição passou a ser disputada no atual formato e com a presença de 20 clubes pertence ao São Paulo, que em 2006 foi campeão nacional com 78 pontos, um mais do que os atuais 77 do Cruzeiro.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCruzeiroCopa do Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.