Cruzeiro vai com força máxima para 'final' no Pacaembu

A quatro jogos do fim do Campeonato Brasileiro e numa disputa acirrada pela liderança do torneio, o Cruzeiro entra em campo contra o Corinthians às 19h30 deste sábado, com a presença de quase todos os principais elementos do grupo. E vai precisar, já que a partida, válida pela 35ª rodada da competição, é decisiva para as duas equipes, ambas com 60 pontos, um a menos que o Fluminense, que encabeça a tabela, apesar de o time mineiro perder no saldo de gols para o adversário paulista.

MARCELO PORTELA, Agência Estado

13 de novembro de 2010 | 08h17

É praticamente certa a participação de Wellington Paulista, após quatro rodadas afastado dos gramados. O atacante se recuperou de lesão no joelho direito sofrida na derrota para o Grêmio, em 17 de outubro, e aparece no topo da lista dos 20 jogadores relacionados pelo técnico Cuca para o jogo.

Além dele, também reforça o grupo o volante Fabrício, liberado para a partida após cumprir suspensão automática contra o Vitória, no último domingo. Nos treinos realizados durante a semana, ele atuou ao lado de Henrique, Marquinhos Paraná e Montillo, principal formação do meio-de-campo usada pelo treinador nas últimas rodadas.

Antes de embarcar para a capital paulista, a equipe fez um treino recreativo na manhã desta sexta-feira com o mesmo esquema 4-4-2 montado por Cuca nos últimos coletivos. Porém, o técnico não poderá contar com o atacante Robert, que ainda se recupera de uma lombalgia, e Rômulo, suspenso por causa do terceiro cartão amarelo.

Cuca revelou também que tem dúvida sobre a participação do lateral-esquerdo Diego Renan. Ele foi relacionado e seguiu com o grupo para São Paulo, mas, segundo o treinador, pode ceder a vaga para Gilberto.

Porém, independentemente de ser escalado como titular, Diego Renan afirma que o mais importante é o time conquistar os três pontos, o que pode dar mais tranquilidade para os últimos três jogos - dois em casa. "Esta partida será uma verdadeira final, por tudo que está em jogo. Envolve duas das equipes que brigam diretamente pelo título mais importante do País. Sabemos que será um jogo complicado e que somente com muita determinação e garra poderemos ganhar", ressaltou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato BrasileiroCruzeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.