Cruzeiro vai pra cima do Ipatinga

O Cruzeiro enfrenta o Ipatinga quarta-feira à noite, no estádio Ipatingão, no Vale do Aço, precisando da vitória para garantir classificação antecipada à próxima fase do Campeonato Mineiro, na qual ficam oito dos 12 times que disputam a competição, divididos em dois grupos de quatro. Com a derrota de 1 a 0 para o Rio Branco, sábado, em Belo Horizonte, e os demais resultados da rodada o time caiu para a quarta colocação no Estadual, com 14 pontos.O técnico Luiz Felipe Scolari não aceitou o fato de que a equipe, que atuou sem seis titulares, pudesse estar de "ressaca" pela conquista, três dias antes, da Copa Sul-Minas - com vitória de 3 a 0 sobre o Coritiba. Ele deu um "puxão de orelha" nos jogadores, acusados de falta de atenção e de seriedade no Mineiro. Garantiu que se notar desleixo novamente em algum atleta irá sacá-lo do time.Para o confronto com o Ipatinga, adiado da oitava rodada do Estadual, Scolari não poderá contar com o meia Ricardinho e o zagueiro Cris, ambos na seleção brasileira, e com o lateral argentino Sorín, que acompanha a seleção de seu país. O atacante Müller, afastado há quase três meses e que seria uma opção, ainda não recuperou sua melhor forma física.Em compensação, o técnico deve ter o retorno dos meias Cléber Monteiro e Marcus Vinícius, que cumpriram suspensão contra o Rio Branco, do atacante Oséas, poupado no último jogo, e do meia Sérgio Manoel, recuperado de contusão. Geovanni, que só entrou no segundo tempo, sábado, também deve começar a partida.Psicóloga - A diretoria do Cruzeiro apresentou nesta terça-feira a psicóloga Regina Brandão, contratada para fazer um perfil do grupo e dos seus componentes e apresentar resultados e sugestões a Scolari. O técnico, que recomendou os serviços da psicóloga, quer difundir no elenco a obsessão pelas vitórias, o que pode auxiliar nas campanhas no Mineiro e na Liberadores, neste semestre. "O jogador tem que procurar vencer todos os campeonatos que disputar; este é o perfil que quero do atleta que trabalha comigo", afirmou ele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.