Cruzeiro vê jogo no México como decisão

O Cruzeiro está encarando a partida contra o Santos Laguna, em Torreón, no México, pela da Copa Libertadores, como uma verdadeira decisão. O jogo, marcado para o início da madrugada desta quinta-feira, às 0h de Brasília (21h no México), coloca frente a frente as equipes de melhor aproveitamento no Grupo 3 da competição.Enquanto o time do técnico Paulo César Gusmão lidera a chave, com sete pontos ganhos em três jogos, os mexicanos estão em terceiro, com cinco pontos também em três partidas disputadas. O Caracas, da Venezuela, está em segundo, com seis pontos, mas um jogo a mais. "É um jogo decisivo para as nossas pretensões", enfatiza o meia Alex, capitão do time, destacando que uma vitória significa "um passo largo à segunda fase".Pelo regulamento da Libertadores, somente os campeões de cada um dos nove grupos classificam-se automaticamente para as oitavas-de-final. As outras vagas ficarão com os cinco melhores segundos colocados e duas equipes que sairão da repescagem.Os jogadores, no entanto, sabem que encontrarão muitas dificuldades diante de um adversário que demonstrou qualidade no primeiro confronto. No último dia 17, Cruzeiro e Santos Laguna empataram em 1 a 1, no Mineirão. E foi justamente a atuação da equipe mineira neste jogo que levou o então técnico Vanderlei Luxemburgo a reclamar publicamente pela primeira vez da falta de "sintonia" no clube, o estopim para uma crise que culminou com a sua demissão e à saída do atacante Rivaldo.PC Gusmão, contudo, acredita que os atletas recuperaram a motivação depois de todas as turbulências internas e irão superar as dificuldades. "Nosso time já enfrentou situações piores na campanha do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil do ano passado", ressaltou.

Agencia Estado,

10 de março de 2004 | 08h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.