Cruzeiro vence a segunda consecutiva

O Cruzeiro conquistou neste sábado sua segunda vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro: 2 a 0 sobre o Juventude, no Estádio Independência, em jogo válido pela 29.ª rodada da competição. Com isso, o time mineiro chegou aos 43 pontos, se distanciando da crise. O time de Caxias do Sul, por sua vez, contabiliza cinco rodadas sem vencer, com 38 pontos e próximo da zona de rebaixamento.O jogo, de baixo nível técnico, foi disputado com portões fechados, já que o Cruzeiro foi punido pelo Superior Tribunal de Justiça (STJD) por um relógio atirado no campo do Mineirão por um torcedor, na goleada por 6 a 2 que o Fluminense aplicou no time mineiro, na 24.ª rodada da competição. No primeiro tempo, o Cruzeiro, apesar ter maior posse de bola, pouco ameaçou o gol adversário. O time gaúcho, no entanto, esteve próximo de abrir o placar nos minutos finais da etapa. Nos dois lances de maior perigo, o gol do Juventude só não saiu porque a trave e o goleiro Fábio, em defesa à queima-roupa, impediram.A equipe do técnico Sebastião Lazaroni continuou melhor até os 20 minutos do segundo tempo, enquanto o time mineiro, desnorteado, contava mais com a sorte para segurar o empate sem gols.O Cruzeiro se reorganizou taticamente com as alterações feitas pelo técnico Paulo César Gusmão, que deu mais poder ofensivo ao time promovendo a estréia do atacante Wando. O ex-jogador do Vila Nova, de Goiás, acabou sendo fundamental na vitória celeste. Após jogada de Diego pela esquerda, ele serviu ao atacante Alecsandro, que mergulhou de cabeça para fazer 1 a 0. No final, quando o Juventude tentava uma reação, Wando, em lance individual, foi derrubado na área. O árbitro Luiz Alberto Bites apontou pênalti, que o armador Kelly converteu, aos 43 minutos. "O negócio é ter opções", disse PC Gusmão, a respeito das alterações que surtiram efeito. "Hoje, felizmente, estamos começando a ter um grupo com a qualidade dentro do padrão do Campeonato Brasileiro.?

Agencia Estado,

01 de outubro de 2005 | 18h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.