Washington Alves/Reuters
Washington Alves/Reuters

Cruzeiro vence e enfrenta São Paulo na Libertadores

Com gol do atacante Kléber, time mineiro faz 1 a 0 no Universidad de Chile e garante vaga nas quartas de final

EDUARDO KATTAH, Agencia Estado

14 de maio de 2009 | 21h49

O Cruzeiro confirmou nesta quinta-feira a classificação para as quartas de final da Copa Libertadores ao vencer o Universidad de Chile por 1 a 0, no Mineirão, pela partida de volta do confronto. O time mineiro enfrenta agora o São Paulo, que esperava a definição do adversário, já classificado devido à desistência do Chivas Guadalajara, do México.

 

Veja também:

especialVisite o canal especial da Libertadores

lista Libertadores - Calendário/Resultados

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Como havia vencido a partida de ida, em Santiago, por 2 a 1, o time do técnico Adilson Batista entrou em campo com a vantagem de jogar por um empate ou mesmo por uma derrota de 1 a 0. Mesmo assim, o Cruzeiro teve domínio absoluto do jogo, alcançando a marca de oito meses de invencibilidade em casa.

No primeiro tempo, a equipe mineira criou diversas oportunidades para abrir o marcador. Logo aos 4 minutos, após a cobrança de escanteio, a bola correu a pequena área do time chileno sem que nenhum jogador celeste conseguisse concluir. Aos 15, o volante Ramires, sozinho na área, cabeceou por cima do gol chileno. Em outros três lances, o goleiro Pinto fez defesas providenciais e garantiu o placar em branco na etapa inicial.

Envolvido pelo melhor futebol da equipe brasileira, o time chileno apelou para o jogo violento. O atacante Kléber e o meia Wagner - que acabou deixando o jogo, lesionado - foram as principais vítimas. O Universidad deu apenas um chute a gol na etapa inicial, mas o goleiro Fábio defendeu com tranquilidade.

No segundo tempo, porém, os visitantes voltaram para o tudo ou nada, tentando encurralar o Cruzeiro em seu campo. Mas a pressão não durou muito e o time mineiro voltou a mandar no jogo.

E marcou o gol da vitória aos 28 minutos da etapa. Kléber chutou rasteiro da intermediária e contou com a ajuda do goleiro chileno. Pinto, depois de boas defesas, decepcionou e deixou uma bola defensável passar por debaixo de seu corpo.

Diante de um adversário sem reação, o Cruzeiro jogou o suficiente para garantir a vitória. "Estamos chegando e estamos chegando bem. Agora sim vamos pensar no São Paulo", comentou Wagner ao final da partida.

Os jogos das quartas de final ainda não tem data definida pela Conmebol. Mas já está garantido que o Cruzeiro fará o primeiro jogo em casa, decidindo a vaga na semifinal no Morumbi. O São Paulo ganhou o direito de decidir em casa porque fez melhor campanha na primeira fase da competição.

CRUZEIRO 1 X 0 UNIVERSIDAD DE CHILE

Cruzeiro - Fábio; Jonathan (Jeancarlos), Léo Fortunato, Leonardo Silva e Gérson Magrão (Elicarlos); Henrique, Marquinhos Paraná, Ramires e Wagner (Athirson); Kléber e Thiago Ribeiro. Técnico: Adilson Batista.

Universidad de Chile - Pinto; Contreras, Osvaldo González, Juan González e Rojas; Estrada, Iturra, Pardo (Cuevas) e Díaz (Seymour); Hernández e Oliveira (Villalobos). Técnico: Sergio Markarián.

Gol - Kléber, aos 28 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Leonardo Silva, Thiago Ribeiro, Ramires (Cruzeiro); Estrada, Seymour, Osvaldo González, Juan González, Villalobos, Iturra (Universidad de Chile).

Árbitro - Héctor Baldassi (ARG).

Renda - R$ 741.422,50.

Público - 36.898 pagantes.

Local - Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.