Bruno Domingos/Reuters
Bruno Domingos/Reuters

Cruzeiro vence Flamengo de virada no Maracanã

Equipe de Belo Horizonte ganha por 2 a 1 no Rio e se distancia da zona de rebaixamento do Brasileirão

Agencia Estado

20 de agosto de 2009 | 23h46

O Flamengo vacilou nesta quinta-feira e foi derrotado de virada pelo Cruzeiro por 2 a 1, em partida disputada no Maracanã, na continuação da 20.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Veja também:

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

O time carioca saiu na frente no primeiro tempo, mas viu o adversário passar a frente com dois gols em menos de 20 minutos na segunda etapa. Com o resultado, o Cruzeiro sobe para a 13.ª colocação, com 24 pontos, enquanto os anfitriões mantiveram os 27, na mesma 12.ª posição na tabela da competição.

As duas equipes não fizeram um bom primeiro tempo nesta quinta. Vontade de ambas as equipes não faltou, mas a tônica dos primeiros 45 minutos foram os erros de passe, principalmente na intermediária. Tanto cariocas quanto mineiros davam espaços ao adversário e as melhores oportunidades surgiram justamente dos erros do oponente.

Aos 28 minutos, Bruno colocou Fabrício na fogueira. O zagueiro se atrapalhou e Gilberto aproveitou a falha para deixar Kléber na cara do gol. O atacante não marcou porque Bruno se redimiu com uma bela defesa com os pés.

Pelo Flamengo, o melhor em campo era Emerson, que parecia alheio às especulações sobre sua saída da Gávea e demonstrava o empenho de sempre. Aos 32, depois de já ter colocado uma bola no travessão, aproveitou cruzamento preciso de Jorbison e cabeceou sem chances para Fábio.

Mas o gol de Emerson não seria suficiente. Logo no início da segunda etapa, o Cruzeiro chegou ao empate. Aos seis minutos, Diego Renan aproveitou falha de Everton Silva e entrou livre, chutando por entre as pernas do goleiro Bruno.

Sem um jogador de criatividade no meio-campo, o Flamengo era presa fácil para a marcação adversária e não conseguia articular qualquer jogada de ataque. A situação se complicou quando Emerson sentiu uma lesão na coxa direita e ficou mancando em campo, sem ser substituído de imediato.

Aos 24 minutos, a bola ia sobrando para Soares na marca do pênalti. Bruno cortou com os pés mas a bola encontrou Fabrício, que emendou rapidamente e virou o placar. A partir daí, a cada intervenção sua, Bruno era vaiado pela torcida que há pouco tempo pedia sua presença na seleção. O goleiro, de forma injustificável, passou a ficar fazendo cera com a bola enquanto seu time precisava reagir, como que provocando os torcedores.

Na próxima rodada, o Cruzeiro tentará manter o bom momento na competição diante do Náutico, domingo, no Mineirão. O Flamengo vai buscar a reabilitação contra o Avaí, no mesmo dia, em Florianópolis.

FLAMENGO 1 X 2 CRUZEIRO 

Flamengo - Bruno; David, Ronaldo Angelim e Fabrício; Everton Silva, Aírton, Lenon, Fierro (Camacho), Jorbison (Rafael Galhardo); Emerson (Maxi) e Adriano. Técnico: Andrade

Cruzeiro - Fábio; Gil, Leonardo Silva e Thiago Heleno (Jancarlos); Marquinhos Paraná, Fabrício, Henrique, Gilberto (Dudu) e Diego Renan; Thiago Ribeiro (Soares) e Kleber. Técnico: Adilson Batista

Gols - Emerson, aos 32 minutos do primeiro tempo. Diego Renan, aos 6, e Fabrício, aos 24 minutos do segundo tempo

Cartões amarelos - David, Everton Silva, Fabrício, Aírton (Flamengo); Gil, Thiago Ribeiro, Jancarlos (Cruzeiro)

Árbitro - Rodrigo Martins Cintra (SP)

Público - 12.273 pagantes

Local - Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.