Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Cruzeiro vence o Atlético-MG de virada

Na reestréia do técnico Paulo César Gusmão, o Cruzeiro conquistou neste domingo um importante resultado ao vencer, de virada, o Atlético-MG, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time celeste derrotou o maior rival por 2 a 1, num clássico bastante movimentado, acompanhado por mais de 43 mil pagantes no Mineirão. Ao contrário do que vinha ocorrendo com seu antecessor - Levir Culpi -, PC Gusmão deixou o campo com o reconhecimento dos torcedores cruzeirenses."A vitória é deles", retribuiu.Com o triunfo, o Cruzeiro - que quebrou um jejum de cinco jogos sem vitória - chegou aos 17 pontos ganhos e subiu para a 11ª posição na tabela, sem se distanciar dos primeiros colocados. A equipe alvinegra colecionou mais um resultado negativo e continua em situação dramática, com apenas oito pontos, na penúltima posição. O presidente Ricardo Guimarães, porém, garantiu que o técnico Tite permanece no comando do time.Na etapa inicial, as duas equipes alternaram boas oportunidades de gol. Mas foi o Galo que saiu na frente, aos 33 minutos. O meio-campista Zé Antônio cobrou com força uma falta na intermediária. A bola ainda bateu na trave direita do gol de Fábio antes de entrar.O entusiasmo da torcida atleticana, porém, não durou muito. Dez minutos depois do gol, no final do primeiro tempo, o zagueiro Henrique cometeu falta e recebeu o segundo cartão amarelo, sendo expulso pelo árbitro paranaense Héber Roberto Lopes. Na seqüência, aos 44 minutos, o lateral Patrick cruzou e o zagueiro Marcelo Batatais marcou de cabeça, empatando a partida.Com um jogador a menos, o Atlético até demonstrou disposição ofensiva na volta do intervalo, mas aos 12 minutos o artilheiro Fred aproveitou um cruzamento da esquerda, dominou no peito e, de primeira, virou o jogo para a equipe celeste.Mesmo em desvantagem numérica, o Atlético lutou e pressionou nos minutos finais, mas não conseguiu chegar ao empate.Ao final, os jogadores do Galo atribuíram a derrota principalmente à expulsão de Henrique. "Esse jogador a menos, com certeza, nos fez muita falta", observou o goleiro Danrlei. "Talvez a expulsão tenha sido fundamental para que eles virassem o jogo", concordou o atacante Euller.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.