Cruzeiro vence o Cerro Porteño pela 'pré-Libertadores'

Equipe mineira vence por 3 a 1 e pode até perder no jogo de volta que estará na chave principal

Agência Estado

31 de janeiro de 2008 | 00h30

O Cruzeiro deu um grande passo para entrar na fase de grupos da Libertadores. Em sua estréia na competição continental, nesta quarta-feira à noite, no Estádio Mineirão, em Belo Horizonte, o time mineiro conseguiu uma boa vitória sobre o paraguaio Cerro Porteño, por 3 a 1, e ficou perto da vaga.  Cruzeiro 3 Fábio; Marquinhos Paraná, Thiago Martinelli, Thiago Heleno e Jadílson; Fabrício, Ramires, Charles e Wagner (Fernandinho); Guilherme (Kerlon e depois, Marcinho) e Marcelo Moreno Técnico: Adílson Baptista  Cerro Porteño-PAR 1 Barreto; Hobecker (Lorgio Alvarez    ), Nelson Cabrera    , Fidel Perez e Jorge Núñez; Burgos, Brítez, Fretes (Cáceres) e Estigarribia; Pablo Gimenez     e Cesar Ramírez     (Víctor Ferreira) Técnico: Javier Torrente Gols: Ramires, aos 40 minutos do primeiro tempo; Marcelo Moreno, aos 16, Nelson Cabrera (pênalti), aos 29, e Ramires, aos 44 do segundo tempoÁrbitro: Jorge Larrionda (URU)Renda: R$ 436.035,00Público: 38.855 pagantesEstádio: Mineirão, em Belo Horizonte Cruzeiro e Cerro se enfrentam pela fase preliminar da Libertadores, para definir quem entrará no Grupo 1, que já conta com Caracas (Venezuela), Real Potosí (Bolívia) e San Lorenzo (Argentina). Assim, os dois times voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, em Assunção, no Paraguai, quando o time mineiro tem a vantagem de poder perder por até um gol de diferença.Em busca de seu terceiro título na Libertadores - já ganhou em 1976 e 1997 -, o Cruzeiro contou com o apoio de sua torcida na estréia desta edição. Foram mais de 38 mil torcedores presentes no Mineirão na noite desta quarta-feira, empurrando o time rumo à vitória.O herói da vitória cruzeirense foi o volante Ramires, que marcou dois gols. Ele abriu o placar ainda no primeiro tempo, fazendo 1 a 0 aos 40 minutos. Já na segunda etapa, o atacante boliviano Marcelo Moreno ampliou para o Cruzeiro aos 16.Mas o Cerro Porteño reagiu e deu um susto na torcida cruzeirense. Aos 29 minutos, Nelson Cabrera cobrou pênalti e marcou o gol do time do paraguaio. Aí, já aos 44, Ramires fez 3 a 1 e deu uma boa vantagem para o Cruzeiro no confronto da fase preliminar da Libertadores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.