Divulgação
Divulgação

Cruzeiro faz 2 a 0 no Coritiba e fica mais longe da zona de queda

Triunfo no Mineirão leva equipe de Mano Menezes aos 36 pontos

LEONARDO AUGUSTO, Estadão Conteúdo

27 de setembro de 2015 | 20h41

Em partida entre equipes que lutavam para não entrar na zona de rebaixamento, o Cruzeiro venceu o Coritiba por 2 a 0, neste domingo, no Mineirão, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ceará e Willian marcaram os dois gols da partida. O time mandante jogou com dez durante todo o segundo tempo, depois da expulsão de Paulo André aos 43 minutos da etapa inicial.

Com o resultado, o Cruzeiro respira um pouco mais na competição. Está agora com 36 pontos, em 13º lugar, cinco a mais que o Chapecoense, o primeiro time na zona de rebaixamento, com 31. O Coritiba jogou sem cinco titulares, entre os quais, Kleber Gladiador, contundido, e segue com 33 pontos, na 14ª posição.

A zaga do Coritiba, uma das menos vazadas do Campeonato Brasileiro, com 27 gols, segurou o ataque cruzeirense durante boa parte do primeiro tempo, dificultando avanços pelas laterais e cortando bolas levantadas na área. E o seu goleiro também teve boa atuação. Em uma das melhores chances da partida, aos 20 minutos, pouco antes do gol do Cruzeiro, Willian tabelou com Alisson, que chutou para boa defesa de Wilson. Dois minutos depois, Ceará, em belo chute de fora da área, acertou ângulo esquerdo, sem defesa para o goleiro do Coritiba.

Depois do gol, o Cruzeiro se acomodou na partida e a consequência foi o crescimento do adversário no jogo. Aos 33 minutos, Fábio livrou a equipe mineira do empate defendendo chute de Raphael Lucas. Aos 37 minutos, o goleiro cruzeirense antecipa cruzamento que seria para Guilherme Parede. Aos 43, ao tentar parar avanço do Coritiba, Paulo André foi expulso por falta em Guilherme Paredes. No último lance do primeiro tempo, Wilson defendeu chute de fora da área de Willian.

O Cruzeiro começou a etapa final acuado. O Coritiba avançava, apesar de não conseguir boas finalizações. Aos 11 minutos, a equipe de Curitiba teve chance de empatar com falta marcada perto da grande área. Marcos Aurélio cobrou por cima da barreira, mas a bola saiu, acertando a rede pelo lado de fora. Com time sob ameaça de levar um gol, a torcida do Cruzeiro tentava incentivar o time. E deu resultado. Aos 20 minutos, em contra-ataque, saiu o segundo gol. Manoel avançou e tocou para Willian, que finalizou e marcou seu sétimo gol no Campeonato Brasileiro.

O Coritiba buscava manter a pressão. Aos 29 minutos, Raphael Lucas recebe na área e chuta cruzado, mas para fora. Aos 33 minutos, Juan cobrou falta na área e Fábio cortou. Aos 39 minutos, o Coritiba também ficou com dez em campo. Juninho deixou o braço em Fabiano e recebeu o cartão vermelho.

Na sequência, Mano Menezes colocou Julio Baptista em campo, que não jogava há sete meses por causa de uma grave lesão. Apesar da batalha, sobretudo no segundo tempo, o Coritiba não conseguiu mexer no placar.

Em seu próximo jogo, o Coritiba encara o Atlético-MG, no Couto Pereira, no sábado às 18h30. O Cruzeiro joga contra o Grêmio no próximo domingo, às 16 horas, no Mineirão.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 2 x 0 CORITIBA

CRUZEIRO - Fábio; Ceará (Fabiano), Manoel, Paulo André e Fabrício; Henrique, Charles e Ariel Cabral; Alisson, Willian (Julio Batista) e Allano (Dougas Grolli). Técnico: Mano Menezes.

CORITIBA - Wilson; Leandro Silva (Evandro), Walisson Maia, Juninho e Carlinhos; João Paulo, Juan, Cáceres (Thiago Galhardo), Esquerdinha (Marcos Aurélio); Guilherme Paredes, Raphael Lucas. Técnico: Ney Franco.

GOLS - Ceará 22 minutos do 1o tempo Willian 20 minutos do 2o tempo.

ÁRBITRO - Flávio Rodrigues de Souza (SP).

CARTÃO AMARELO - João Paulo (Coritiba).

CARTÕES VERMELHOS - Paulo André (Cruzeiro) e Juninho (Coritiba).

RENDA - R$ 593.675,00.

PÚBLICO - 22.897 pagantes.

LOCAL - Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoCruzeiroCoritiba

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.