Cruzeiro vence por 3 a 2 e complica situação do líder Botafogo

Derrota em Minas Gerais deixa equipe carioca como os mesmos 28 pontos do vice-líder São Paulo

Eduardo Kattah, especial para o estadao.com.br,

29 de julho de 2007 | 20h31

Mesmo atuando com um jogador a menos durante mais da metade da partida, o Cruzeiro venceu neste domingo o líder Botafogo, por 3 a 2, no Mineirão, pela 15.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Numa noite em que a equipe dirigida pelo técnico Dorival Júnior demonstrou muita raça em campo, o destaque foi o meia-atacante Guilherme, autor de dois gols.   Veja também:  A classificação da Série A   Com a vitória, o time mineiro melhorou o fraco desempenho em casa até agora no Brasileirão e soma agora 23 pontos, se aproximando novamente dos primeiros colocados na tabela. Já a equipe carioca conheceu sua segunda derrota na competição e continua com 28 pontos ganhos, superando o São Paulo, vice-líder, no saldo de gols (12 a 9). No primeiro tempo, predominou o equilíbrio. Mas a expulsão de Daniel – que havia substituído Ramires –, aos 39 minutos, deixou a torcida celeste apreensiva e o técnico Dorival Júnior revoltado. No intervalo, o treinador foi tirar satisfação com o árbitro Leonardo Gaciba e acabou expulso também. Embora com um atleta a menos, o Cruzeiro abriu o marcador logo no início da etapa final, aos dois minutos. O atacante Guilherme, da intermediária, fez 1 a 0, por cobertura. O técnico do Botafogo, Cuca, fez alterações e lançou o time alvinegro ao ataque. Porém, o time mineiro não só segurou a pressão carioca como aproveitou as oportunidades surgidas. Aos 32 minutos, o meia Wagner, na área, aproveitou rebote da defesa e acertou o ângulo do gol de Júlio César. Guilherme ampliou quatro minutos depois, de cabeça. O Botafogo ainda diminuiu no final, mas não o suficiente para evitar a derrota. Aos 42 minutos, o atacante André Lima fez o primeiro, e o Renato Silva, já nos acréscimos, marcou o segundo. "A equipe demonstrou muita superação", destacou o goleiro cruzeirense Fábio, ao final da partida. Dorival Júnior enfatizou o resultado diante do líder do campeonato. "Enfrentamos uma das melhores, senão a melhor equipe do campeonato no momento". CRUZEIRO 3 X 2 BOTAFOGO   Cruzeiro - Fábio; Jonathan, Emerson, Thiago e Fernandinho; Ramires (Daniel), Charles, Wagner e Marcinho (Maicosuel); Guilherme e Roni. Técnico: Dorival Júnior. Botafogo - Júlio César; Juninho, Alex (Zé Roberto) e Renato Silva; Alessandro, Túlio, Lucio Flavio, Diguinho (Ricardinho) e Joílson (Adriano Felício); Jorge Henrique e André Lima. Técnico: Cuca. Gols - Guilherme, aos 2, Wagner, aos 32, Guilherme, aos 35, André Lima, aos 41, Renato Silva, aos 47 minutos do segundo tempoÁrbitro - Leonardo Gaciba da Silva (RS). Cartões amarelos: Zé Roberto, Charles, Wagner, Jorge Henrique, Guilherme. Cartões vermelhos: Daniel e Dorival Júnior. Público - 13.302 pagantes. Renda - R$ 183.350,00. Local - Mineirão, em Belo Horizonte.

Tudo o que sabemos sobre:
Brasileirão Série ACruzeiroBotafogo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.