Cruzeiro vence São Paulo na estréia de Leão

Parece que a Libertadores tem tirado mesmo a concentração dos são-paulinos no Campeonato Brasileiro. Com um mistão no campo, o time do técnico Cuca não conseguiu manter o mesmo ritmo que o levou à liderança isolada do Nacional e sucumbiu diante do Cruzeiro por 2 a 1. De quebra, o São Paulo, que era o único invicto, é agora o terceiro colocado, com 14 pontos, mesma pontuação dos mineiros. Mas o time de Emerson Leão, que fez sua estréia no comando da equipe hoje, leva vantagem nos gols marcados: 13 a 11. Quando decidiu poupar alguns de seus titulares, Cuca deixou muitos torcedores insatisfeitos. Para boa parte deles, a vantagem conseguida no primeiro jogo das quartas-de-final da Libertadores - 3 a 0 sobre o Deportivo Táchira - era suficiente para evitar tal cuidado. Na quarta-feira os times se enfrentam na Venezuela para definir quem segue à semifinal. E a semana vai ser cheia no Morumbi. Além da partida contra os venezuelanos, no domingo o adversário pelo Brasileiro é o capenga Corinthians. O jogo promete mexer com os ânimos. Além da rivalidade histórica, o time do Parque São Jorge está mordido e em péssima fase. Depois de serem eliminados da Copa do Brasil, hoje os corintianos acabaram humilhados, em pleno Pacaembu, ao serem goleados pelo Atlético-PR por 5 a 0. O maior problema do São Paulo em Belo Horizonte foram os erros de passe. As falhas propiciaram diversas chances ao Cruzeiro. Só para se ter uma idéia, não seria surpresa se os donos da casa marcassem 4 a 0 logo no primeiro tempo. O resultado parcial de 2 a 0 foi lucro. Na segunda etapa os paulistas melhoraram e equilibraram. Gabriel descontou com um belo chute de fora da área. No final ainda houve confusão. O juiz Héber Roberto Lopes marcou falta já nos descontos. Quando Rogério Ceni se preparava para a cobrança, o jogo foi encerrado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.