Cruzeiro veta árbitros mineiros para final com o Atlético

Diretoria cruzeirense diz que medida é por causa da pressão do presidente rival, Ziza Valadares

Agência Estado

21 de abril de 2008 | 17h12

A decisão do Campeonato Mineiro entre Atlético e Cruzeiro começará apenas no domingo, mas fora de campo a polêmica entre os rivais começou bem antes. Alvimar Perrella, presidente do Cruzeiro, declarou que o clube não aceitará a escalação de árbitros mineiros para a decisão do Estadual. "Na terça-feira, nós estaremos na Federação Mineira de Futebol levando a posição do Cruzeiro e não é uma posição flexível, ela é radical. O Cruzeiro não aceita arbitragem mineira nos dois jogos finais contra o Atlético", afirmou.A diretoria do Atlético vêm fazendo severas críticas aos árbitros mineiros desde o início da competição. Após a primeira semifinal do Campeonato Mineiro, o presidente Ziza Valadares afirmou que "há um complô" para impedir a conquista do bicampeonato estadual pelo Galo. Alvimar Perrella lembra a declaração para justificar a decisão da direção cruzeirense."Ele vetou o Ricardo [Marques Ribeiro] e depois vetou o melhor árbitro de Minas Gerais e um dos melhores do Brasil, o árbitro Fifa Alício Pena Júnior. Então, o Cruzeiro veta agora os outros árbitros mineiros. O Cruzeiro não aceita uma arbitragem de Minas porque ela está comprometida pela pressão emocional exercida pelo presidente do Atlético. Sempre que ele deu entrevista, ele se referiu que estavam tirando o título."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.