Bruno Haddad/Cruzeiro
Bruno Haddad/Cruzeiro

Cruzeiro cede empate ao Vitória e não engrena na Série B

Equipe celeste fica no 2 a 2 com time baiano e perde chance de se distanciar da zona de rebaixamento

Redação, Estadão Conteúdo

11 de agosto de 2021 | 21h14

Em um jogo aberto, com muita emoção, o Cruzeiro, de Vanderlei Luxemburgo, mostrou novamente poder de reação, virou o jogo, mas acabou cedendo o empate por 2 a 2, na noite desta quarta-feira, na Arena Independência, pela 17ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Se o time celeste perde a oportunidade de se distanciar da degola, o Vitória permanece no descenso.

Com o resultado, o Cruzeiro foi para o seu quarto jogo sem derrota e chegou aos 17 pontos, abrindo três justamente contra o Vitória, o primeiro dentro da zona de rebaixamento. O time baiano também não vence há quatro rodadas.

O primeiro tempo não foi bom para o Cruzeiro. Vanderlei Luxemburgo viu a equipe atrás do placar pela segunda vez consecutiva. O goleiro Fábio, no entanto, impediu que o placar fosse ainda mais elástico em favor do Vitória. Logo de cara, o ídolo celeste fez grande defesa em tentativa do zagueiro João Victor.

Mas Fábio não conseguiu evitar o pênalti batido por Samuel, aos 23 minutos. O árbitro assinalou a marca da cal em um lance polêmico. Ele viu puxão de Rômulo em Marcinho: Vitória na frente. Atrás em mais um jogo, o Cruzeiro ficou com a posse de bola e tentou buscar o empate. Na melhor chance, Rafael Sóbis ficou em Mateus Moraes.

Na beira do campo, Luxemburgo era um personagem à parte. O treinador se movimentou muito, orientou os jogadores e cobrou a marcação de Marcelo Moreno. Não falta vontade nesse retorno do treinador à Toca da Raposa.

A bronca no vestiário teve resultado. O Cruzeiro voltou com uma postura totalmente diferente e empatou logo aos quatro minutos. Após falha defensiva, a bola sobrou para Wellington Nem. O atacante ajeitou para Rafael Sóbis, que mandou para o fundo das redes: 1 a 1.

O time celeste cresceu e viu a sorte, que não vinha dando o ar das graças, jogar ao seu lado novamente. Aos 23 minutos, Giovanni arriscou de longe e contou com um desvio na defesa para superar o goleiro Lucas Arcanjo. Mas a alegria durou pouco. Aos 34, Samuel foi para cima da marcação, driblou Fábio e chutou com força para igualar o marcador.

No final, o jogo ficou aberto. David desperdiçou grande chance para o Vitória. Do lado do Cruzeiro, Ramon cabeceou à queima-roupa, mas viu Lucas Arcanjo protagonizar um milagre para selar o empate.

Na próxima rodada, o Cruzeiro enfrenta o Sampaio Corrêa no sábado, às 16h30, no Independência, em Belo Horizonte (MG). No domingo, às 16h, o Vitória recebe o CRB, no Barradão, em Salvador (BA).

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 2 X 2 VITÓRIA

CRUZEIRO - Fábio; Rômulo (Norberto), Ramon, Eduardo Brock e Jean; Flávio (Giovanni), Ariel Cabral (Adriano) e Rafael Sóbis (Matheus Neris); Wellington Nem, Marcelo Moreno (Marcinho) e Bruno José. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

VITÓRIA - Lucas Arcanjo; Raul Prata, João Victor, Mateus Moraes e Roberto; Pablo Siles, Fernando Neto (Eduardo) e Bruno Oliveira (Soares); Guilherme Santos (David), Samuel (Eron) e Marcinho. Técnico: Ricardo Amadeu.

GOLS - Samuel, aos 22 minutos do primeiro tempo. Rafael Sóbis, aos quatro, Giovanni, aos 23, e Samuel, aos 34 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Savio Pereira Sampaio (DF).

CARTÕES AMARELOS - Bruno José, Giovanni e Wellington Nem (Cruzeiro); João Victor, Pablo Siles, Roberto e Samuel (Vitória).

LOCAL - Arena Independência, em Belo Horizonte (MG).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.