Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Bruno Haddad/Cruzeiro
Bruno Haddad/Cruzeiro

Cruzeiro visita CRB em Maceió e encara dura missão para avançar na Copa do Brasil

Time alagoano tem boa vantagem na disputa por uma vaga para as oitavas de final

Redação, Estadão Conteúdo

26 de agosto de 2020 | 08h52

O Cruzeiro esquece a Série B por um tempo e se concentra na Copa do Brasil. Nesta quarta-feira, às 16 horas, o time mineiro tem a dura missão de ter que vencer o CRB na casa do rival, no Rei Pelé, em Maceió, por três ou mais gols de diferença para se classificar à quarta fase da competição, que retornou na terça-feira após mais de cinco meses de paralisação.

No duelo da ida da terceira fase, em março, antes da paralisação dos jogos pela pandemia do novo coronavírus, o CRB ganhou por 2 a 0 no Mineirão e, assim, pode perder por até um gol de diferença que mesmo assim garante vaga na fase seguinte.

Com isso, para avançar à próxima fase do torneio do qual é o maior vencedor, com seis títulos, o Cruzeiro é obrigado a vencer por dois gols de diferença para levar para os pênaltis, ou conseguir um triunfo de três gols ou mais para a classificação direta. Não há mais o gol marcado fora de casa como critério de desempate nesta edição da competição.

O goleiro Fábio, uma das referências do elenco, assegura que a equipe não é a mesma da época do revés para o rival alagoano. O capitão considera que, no primeiro duelo, o time, então treinado por Adilson Batista, estava em construção. Hoje, Enderson Moreira é o técnico e, na opinião do jogador, a situação é diferente.

"O CRB conseguiu na primeira partida fazer uma vantagem aproveitando nosso momento delicado, de formulação de uma equipe, de um trabalho novo. Hoje a gente tem uma equipe totalmente diferente com o Enderson", opina Fábio. "Os atletas são totalmente diferentes, a grande maioria. Então, a gente está confiante que podemos fazer uma bela partida, como o CRB fez usufruindo daquele momento e criando uma vantagem", completa.

Enderson ganhou três opções para o confronto em Maceió: o volante Adriano, o meia Marco Antônio e o atacante Airton, este recém-contratado. Eles foram chamados para integrar a delegação na capital alagoana para suprir as várias baixas entre os relacionados.

Patrick Brey, Henrique, Régis, Arthur Caíke e Claudinho não podem disputar a Copa do Brasil por já terem atuado por outros clubes nesta edição. Além disso, o volante Jean e os atacantes Stênio e Marcelo Moreno estão no departamento médico. O zagueiro Arthur retornou aos treinos na Toca da Raposa na terça-feira depois de se recuperar da covid-19, mas não vai para o jogo. Ele estava assintomático e cumpriu medidas de isolamento em casa.

Artilheiro

O trunfo do CRB para confirmar a vaga à quarta fase da competição é o atacante Léo Gamalho. Ele é o artilheiro da Série B, com seis gols, da Copa do Brasil, com quatro, e maior goleador da equipe no ano, com 14 anotados. O jogador entende que o time alagoano tem que esquecer a vantagem construída na primeira partida para que não haja acomodação.

"Temos que esquecer essa vantagem, jogar como jogamos o primeiro jogo. Temos nossa maneira de jogar. Vamos jogar em casa, temos que ter o domínio e procurar superioridade, e é isso que vamos fazer. Não tem como jogar uma eliminatória sabendo que qualquer erro pode ser fatal", avaliou o artilheiro, que marcou os dois gols do CRB no jogo da ida, no Mineirão.

Os desfalques são o lateral-direito Reginaldo e o volante Thiaguinho. Eles já entraram em campo por outros times nesta edição do torneio. O técnico Marcelo Cabo deve escalar Carlos Jatobá no meio de campo e Lucas Mendes na lateral direita. Léo Príncipe também aparece como opção.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.