Vinnicius Silva/Cruzeiro E.C.
Vinnicius Silva/Cruzeiro E.C.

Cruzeiro visita o Botafogo para repetir desempenho de mata-matas no Brasileirão

Equipe de Mano Menezes não consegue repetir o sucesso da Copa do Brasil e da Copa Libertadores no Brasileirão

Estadão Conteúdo

05 Setembro 2018 | 06h58

Fatal nos mata-matas, o Cruzeiro, semifinalista na Copa do Brasil e nas quartas de final da Copa Libertadores, quer, também, ser forte no Campeonato Brasileiro. O time mineiro busca embalar contra o Botafogo, nesta quarta-feira, às 19h30, no Engenhão, em duelo pela 23.ª rodada.

O Cruzeiro implacável e decisivo nas competições de mata-mata não tem mostrado essa mesma força no Brasileirão. O time de Mano Menezes tem oscilado na competição por pontos corridos e sofre para deslanchar, de modo que não consegue entrar no G6, a zona de classificação para a Libertadores.

No momento, a equipe é a sétima colocada, com 31 pontos, a quatro do arquirrival Atlético Mineiro, que fecha o grupo dos seis primeiros colocados que garantem vaga na próxima edição do principal torneio sul-americano de clubes.

"Temos que estar sempre preparados, independente de se jogar o Campeonato Brasileiro, a Libertadores ou a Copa do Brasil. São competições que o Cruzeiro precisa ganhar, onde a pressão existe, independente se está bem ou mal, então estão todos com esse pensamento", disse o meia Thiago Neves.

Desta vez, o rodízio que Mano implementou no Cruzeiro perde um pouco a força e as mudanças que o treinador fará serão para encontrar substitutos para Dedé e Arrascaeta, convocados para defender suas seleções - o uruguaio foi cortado na terça-feira por lesão. Na zaga, o treinador deve optar por Murilo.

A dúvida maior gira em torno do substituto do meia uruguaio que concorre ao Prêmio Puskás de gol mais bonito da temporada 2017/2018. Rafinha surge como a opção mais provável. Mas Mano também pode utilizar Mancuello ou, então, um volante, como Bruno Silva, deixando o time com maior poder de marcação.

Outro desfalque é o volante Lucas Romero, que tem atuado na lateral direita. Ele segue seu tratamento no departamento médico em função de um trauma sofrido no joelho direito durante duelo contra o Flamengo, pela Libertadores.

Uma novidade na partida pode ser Rafael Sóbis. O atacante se recuperou de uma fascite plantar no pé direito, treinou sem preocupação nos últimos dias e foi liberado para voltar a atuar, o que não faz há exatamente um mês, desde 5 de agosto, quando entrou em campo no empate por 1 a 1 com o Vitória, em Salvador. Ele corre por fora por uma vaga no ataque. A disputa está entre Raniel e Barcos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.