Vinicius Silva / Cruzeiro
Vinicius Silva / Cruzeiro

Cruzeiro visita o Racing na estreia do 'Grupo da Morte' da Copa Libertadores

Thiago Neves é dúvida para o time titular; técnico do time argentino está suspenso

Estadão Conteúdo

27 de fevereiro de 2018 | 07h26

Com os titulares descansados após ganharem folga na rodada do final de semana do Campeonato Mineiro, o Cruzeiro entra em campo nesta terça-feira, às 21h30 (de Brasília), para enfrentar o Racing, no estádio El Cilindro, em Avellaneda, na região metropolitana de Buenos Aires, na Argentina, em sua estreia na Copa Libertadores.

+ Cruzeiro treina na Argentina e Mano não confirma time contra o Racing

O duelo é válido pelo Grupo 5, uma das chaves mais complicadas da fase de grupos da competição, que também conta com o Vasco e a Universidad de Chile. "É um grupo forte, sem dúvida nenhuma. São confrontos que dentro de casa o jogo é um, fora de casa é outro. A equipe tem que entender que são locais diferentes, com comportamentos diferentes", afirmou o técnico Mano Menezes.

O treinador não revelou a escalação da equipe. A única dúvida na formação que começará em campo é o meia Thiago Neves. O jogador voltou a atuar pelo Cruzeiro na vitória sobre o Boa por 3 a 0, no último sábado, após ficar três rodadas de fora realizando um trabalho especial de aprimoramento físico.

Como deixou o campo aos 26 minutos do segundo tempo, pode ser que Mano Menezes surpreenda na escalação e coloque o experiente jogador em uma das vagas no meio de campo. "A decisão vai obedecer critérios de coerência, como a gente faz", despistou o treinador.

O Cruzeiro realizou o treino desta segunda-feira no estádio Libertadores de América, do Independiente, que é arquirrival do Racing. O local fica a 300 metros do estádio El Cilindro, palco do duelo desta terça. Tanto é que logo após o trabalho, os jogadores foram fazer o reconhecimento do gramado no local da partida.

A casa das duas equipes é separada apenas pela rua Ricardo Enrique Bochini. Bochini é ídolo do Independiente e esteve presente em cinco das sete conquistas do clube na Libertadores (1972, 1973, 1974, 1975 e 1984).

RACING TERÁ AUXILIAR NO BANCO

O clube argentino será comandado em campo pelo auxiliar Ariel Broggi, já que o treinador Eduardo Coudet está suspenso. O time, no entanto, vive ótimo momento e vem de quatro vitórias consecutivas no campeonato nacional.

Em campo, a equipe de Avellaneda contará com dois atletas conhecidos no Brasil. O meio-campista Centurión, ex-São Paulo, e o atacante Lisandro López, ex-Internacional, devem começar entre os titulares. O time ainda conta com o meio-campista Lautaro Martínez, que pediu liberação do Atlético de Madrid para defender o Racing na atual edição da Libertadores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.