Cruzeiro volta aos treinos, mas Mano não define time para domingo

Time enfrenta o Corinthians na última rodada do Brasileirão

Estadão Conteúdo

06 de dezembro de 2016 | 19h39

O elenco do Cruzeiro se reapresentou nesta terça-feira para a disputa da rodada final do Brasileirão. Sob o comando de Mano Menezes, o time mineiro retomou os trabalhos, visando o confronto com o Corinthians, domingo, no Mineirão. O treinador, porém, ainda não começou a definir a escalação da equipe.

Para este confronto final, Mano não terá o lateral-esquerdo Bryan e nem o atacante Ramón Ábila. A dupla vai cumprir suspensão no fim de semana por conta do terceiro cartão amarelo que levaram na rodada passada. Em compensação, o técnico terá o retorno do meia De Arrascaeta e do volante Henrique.

O meia Marcos Vinícius ainda é dúvida para o jogo no Mineirão. Nesta terça, ele treinou em separado do grupo. Ele se recuperou recentemente de lesão muscular na coxa esquerda, mas ainda não retomou normalmente as atividades em campo. Com o possível retorno do meia aos trabalhos nesta quarta, Mano poderá começar a esboçar a equipe para domingo.

Sem maiores ambições nesta rodada final do Brasileirão, o Cruzeiro quer a vitória no domingo para subir algumas posições na tabela. "Nossa motivação tem que ser diária. Só de jogar e trabalhar no Cruzeiro já é uma motivação muito grande e não se pode abaixar a guarda. Esse jogo de domingo tem um grau de importância muito alto para nós. Queremos vencer para dar seguimento ao trabalho e conquistar a vaga na Copa Sul-Americana", afirmou nesta terça o lateral-esquerdo Edimar.

Para tanto, o Cruzeiro terá que confirmar a atual 13ª colocação no Brasileirão. Inicialmente, garantem vaga na sul-americana os times que terminarem o campeonato entre a 7ª e a 12ª posição na classificação geral. Porém, desta vez o 13º também entrará na Sul-Americana porque a Chapecoense, atual 9ª colocada, já está garantida na próxima edição da competição por ser a atual campeã, em definição oficial da Conmebol na segunda-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.