Andrew Yates/Reuters
Andrew Yates/Reuters

Crystal Palace perde a quarta no Inglês e aumenta pressão sobre Frank de Boer

Equipe do técnico holandês ainda não marcou gol na temporada; início é pior que o obtido na Inter de Milão em 2016

Estadão Conteúdo

10 de setembro de 2017 | 12h27

A situação de Frank de Boer como técnico do Crystal Palace se complicou ainda mais neste domingo, depois que o seu time perdeu por 1 a 0 para o Burnley, fora de casa, sofrendo a quarta derrota consecutiva no Campeonato Inglês e seguindo sem pontuar neste início de competição.

O gol que pode acelerar a queda de De Boer saiu após um erro grosseiro do sul-coreano Lee Chung-Yong, que, da linha intermediária, deu um passe para trás, "lançando" o neozelandês Chris Wood, que avançou e finalizou de fora da área para superar o goleiro Wayne Hennessey, que havia saído da sua meta, logo aos três minutos do primeiro tempo.

O Crystal Palace é o primeiro time desde que a era da Premier League do Campeonato Inglês começou em 1992 a perder os primeiros quatro jogos de uma temporada. O time ainda não marcou um gol enquanto se esforça para se adaptar ao estilo de jogo do ex-zagueiro holandês Frank De Boer, que substituiu Sam Allardyce.

O time dominou a partida - foram 14 finalizações contra quatro do Burnley -, especialmente no segundo tempo no Turf Moor, mas não conseguiu empatar o jogo. Sua melhor chance surgiu aos 44 minutos da etapa final, em um cabeceio para fora de Scott Dann.

O Burnley jogou durante quase uma hora com o goleiro reserva Nick Pope depois de Tom Heaton ser substituído por causa de uma lesão no ombro esquerdo. Com a vitória, o time chegou aos sete pontos, em sétimo lugar no Inglês.

Se De Boer for demitido do Palace nas próximas semanas, será seu segundo fracasso consecutivo em um tempo curto à frente de um time, pois seu trabalho anterior na Inter de Milão durou apenas 84 dias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.