Flickr Oficial / CSA
Flickr Oficial / CSA

CSA tenta melhorar fora de casa para manter reação por permanência na elite

Argel Fucks não poderá contar com lateral-esquerdo Carlinhos, com o volante Naldo e com o meia Bruno Alves

Redação, Estadão Conteúdo

03 de novembro de 2019 | 13h44

O CSA continua vivo na briga pela permanência no Campeonato Brasileiro graças ao bom desempenho recente no estádio Rei Pelé, onde chegou ao sétimo jogo de invencibilidade na última quarta-feira, ao vencer o Corinthians por 2 a 1, agora com dois empates e cinco triunfos. Para continuar na elite, no entanto, é preciso pontuar também fora de casa, e é isso que o time alagoano buscará a partir das 18 horas deste domingo, em duelo contra o Athletico-PR, na Arena da Baixada, pela 30.ª rodada.

Em 18.º lugar, com 29 pontos, o CSA venceu apenas uma vez atuando em território adversário, quando fez 1 a 0 no Fluminense, no Maracanã. Nas outras oportunidades em que jogou como visitante, a equipe de Maceió empatou três partidas e perdeu dez.

"Agora nós temos mais quatro jogos em casa. Precisamos ganhar em casa, precisamos ganhar fora. O campeonato é muito difícil, mas nós estamos vivos. Se existe um time que vai lutar até o último minuto pela permanência, esse time é o CSA", assegurou o técnico Argel Fucks.

Para montar a escalação, Argel continua sem contar com o lateral-esquerdo Carlinhos e o volante Naldo, ambos entregues ao departamento médico. Além disso, ele não poderá utilizar o meia Bruno Alves, que pertence ao Athletico e está proibido de enfrentar o time paranaense por determinação de contrato. O volante Dawhan chegou a ser dúvida em razão de dores no tornozelo, mas foi relacionado e viajou para Curitiba.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.