Gustavo Henrique/RCortez/Ascom CSA
Gustavo Henrique/RCortez/Ascom CSA

CSA vence Criciúma, se reabilita e segue na vice-liderança na Série B

Time alagoano se recupera de derrota para o Oeste e fica a quatro pontos do líder Fortaleza

Estadão Conteúdo

25 Agosto 2018 | 19h02

O CSA se manteve na vice-liderança do Campeonato Brasileiro da Série B ao vencer o Criciúma por 3 a 0, neste sábado, no estádio Rei Pelé, em Maceió, pela 23.ª rodada. Além de se reabilitar da derrota para o Oeste, por 2 a 1, o time alagoano chegou aos 40 pontos. Já o time de Santa Catarina continua com 25 pontos e preocupado com a ameaça de rebaixamento.

Com o Criciúma adotando uma postura defensiva, coube ao CSA tentar as iniciativas ofensivas. A orientação do técnico Marcelo Cabo era para explorar as laterais do campo e tentar as infiltrações, mas os jogadores exageraram nas jogadas aéreas.

Mesmo assim, o CSA levou perigo em duas situações. A primeira foi aos 20 minutos, quando Celsinho levantou e o goleiro Belliato soltou a bola e quase se complicou. Depois, aos 28 minutos, após cruzamento da esquerda, Neto Berola, impedido, desviou a bola com a mão para as redes, inclusive recebendo o cartão amarelo após a anulação do gol.

O Criciúma, porém, ficou cada vez mais dentro da área, sendo sufocado e correndo riscos. E sofreu o gol aos 39 minutos, quando Didira invadiu a área pelo lado direito e levantou para trás para Daniel Costa, que bateu de voleio. A bola ainda tocou na mão de Belliato, mas entrou, porque o chute foi muito forte.

No intervalo, Mazola Júnior confirmou duas trocas no time catarinense. Ele voltou para o segundo tempo com Marlon Freitas e Patrick, emprestado pelo Grêmio, nos lugares, respectivamente, de Luiz Fernando e Elvis. O Criciúma ameaçou avançar ao ataque, mas logo sofreu o segundo gol. Pio cobrou falta com força, Belliato rebateu e Jhon Cley entrou em velocidade para bater no ângulo: 2 a 0, aos 13 minutos.

O gol freou a reação catarinense. Para piorar, o CSA ampliou aos 23 minutos, de novo, com Jhon Cley. Após passe diagonal, ele chutou cruzado, sem chance de defesa para o goleiro. Depois disso, o CSA valorizou a posse de bola e confirmou a vitória.

Na 24.ª rodada, o CSA vai pegar o Boa, em Varginha (MG), no próximo sábado, às 21 horas. Antes disso, na terça-feira à noite, o Criciúma enfrenta o Guarani, em Santa Catarina, a partir das 19h15.

FICHA TÉCNICA

CSA 3 X 0 CRICIÚMA

CSA - Felipe Garcia; Celsinho (Velicka), Leandro Souza, Matheus Lopes e Rafinha (Wellington Silva); Yuri, Pio, Didira e Daniel Costa; Neto Berola (Jhon Cley) e Alemão. Técnico: Marcelo Cabo.

CRICIÚMA - Belliato; Carlos Eduardo, Nino, Liel e Marlon; Eduardo, Jean Mangabeira, Elvis (Patrick) e Luiz Fernando (Marlon Freitas); Vitor Feijão (Joanderson) e Zé Carlos. Técnico: Mazola Júnior.

GOLS - Daniel Costa, aos 39 minutos do primeiro tempo. Jhon Cley, aos 13 e aos 23 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Andrey da Silva e Silva (PA).

CARTÕES AMARELOS - Neto Berola, Leandro Souza, Celsinho, Rafinha e Jhon Cley (CSA).

RENDA - R$ 126.360,00.

PÚBLICO - 8.040 pagantes (10.002 total).

LOCAL - Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL).

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.