José Bazzo/Agência Botafogo
José Bazzo/Agência Botafogo

CSA vence, volta ao G-4 da Série B e praticamente decreta rebaixamento do Botafogo

Em Ribeirão Preto, equipe alagoana faz 3 a 1, com gols de Nadson, Rodrigo Pimpão e Pedro Júnior

Redação, O Estado de S.Paulo

19 de janeiro de 2021 | 21h29

O CSA voltou ao G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro ao derrotar o Botafogo por 3 a 1, na noite desta terça-feira, no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, pela 36ª rodada. A equipe paulista pode ser rebaixada já nesta quarta-feira, com uma combinação de resultados.

Com o resultado, o CSA subiu para a quarta posição, com 56 pontos, um a mais do que o Juventude. O time alagoano volta a depender apenas de si para conquistar o acesso. O Botafogo, por outro lado, aparece na vice-lanterna, cm 34.

O começo do primeiro tempo teve um leve domínio do Botafogo, que criou as melhores oportunidades de gol. Martineli recebeu pela esquerda e cruzou rasteiro. Jeferson, na entrada da pequena área, se esticou todo e mandou rente à trave. O time paulista ainda chegou a marcar com o próprio atacante, no lance seguinte, mas o árbitro assinalou impedimento.

E não parou por aí. Matheus Anjos também ameaçou. Ele arriscou de longe e obrigou Matheus Mendes fazer uma grande defesa. Do outro lado, o CSA foi equilibrando as ações e por pouco não fez um gol olímpico, com Nadson.

Aos 38 minutos, o CSA foi mais eficaz e abriu o placar. Rodrigo Pimão avançou pela direita e mandou para dentro da área. Nadson, como elemento surpresa, cabeceou para o fundo das redes. O Botafogo ainda respondeu em arremate de Val, defendido por Matheus Mendes.

No segundo tempo, o jogo caiu de produção. O CSA optou por administrar a vantagem e encurtou os espaços do adversário. No entanto, continuou fatal. Aos 26 minutos, Gabriel Cruzou, Walisson Maia falhou e entregou a bola para Rodrigo Pimpão. O atacante mandou no fundo das redes.

O Botafogo, no entanto, não conseguiu e enfim diminuiu. Após cobrança de escanteio de Matheus Anjos, Walisson Maia deu a volta por cima ao recolocar o time paulista de volta no jogo. O zagueiro marcou em uma bonita cabeçada. Cássio Ortega quase empatou, na sequência, mas chutou para fora.

A partida ganhou em emoção no fim. Rafinha foi expulso aos 42 minutos, após levar o segundo cartão amarelo e viu o CSA aproveitou rapidamente da vantagem numérica. Na jogada seguinte,  Pedro Júnior aproveitou a sobra para dar números finais ao duelo.

Na próxima rodada, o CSA enfrenta o Brasil na sexta-feira, às 19h15, no estádio Rei Pelé, em Maceió (AL). Na terça, às 21h30, o Botafogo visita o Vitória no Barradão, em Salvador (BA).

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 1 X 3 CSA

BOTAFOGO: Igor; Raniele (Cássio Ortega), Robson, Walisson Maia e Martineli (Matheus Índio); Val, Victor Bolt, Matheus Anjos e Bady (Judivan); Jeferson e Michel Douglas (Rafinha). Técnico: Moacir Júnior.

CSA: Matheus Mendes; Cedric (Rafinha), Cleberson, Luciano Castán e Diego Renan; Geovane, Yago (Andrigo), Gabriel e Nadson (Rafael Bilu); Rodrigo Pimpão (Pedro Júnior) e Paulo Sérgio (Pedro Lucas). Técnico: Mozart.

GOLS: Nadson, aos 38 minutos do primeiro tempo. Rodrigo Pimpão, aos 26, e Walisson Maia, aos 31, e Pedro Júnior, aos 42 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO: Wanderson Alves de Souza (MG)

CARTÕES AMARELOS: Robson, Val e Paulo Sérgio.

CARTÃO VERMELHO: Rafinha. 

LOCAL: Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.