Cuca afirma que Atlético-MG está sem força

A derrota para o Botafogo no sábado, por 3 a 1, causou imensa frustração a Cuca. Após perder as quatro partidas em que esteve no comando do Atlético Mineiro, o treinador lamentou a falta de tempo para implementar sua filosofia de trabalho. E também reconheceu que o time está sem a força necessária.

AE, Agência Estado

21 de agosto de 2011 | 14h15

"Não tenho duas semanas ainda (no cargo), e eu ainda não trabalhei nesse tempo. É jogo domingo e quarta, domingo e quarta, e dessa vez ainda foi no sábado. E viagem pra Ipatinga, pra cá", lamentou Cuca, preocupado com a situação do Atlético Mineiro, que está na zona de rebaixamento.

"Ainda não pus a mão como pretendo colocar, e a equipe se abate, ela não está com a força ideal, por conta de diversos fatores. Um deles é que estamos colocando jogadores que não estavam com ritmo de jogo, e não é só um", acrescentou.

Cuca contou ainda que está tentando tornar o time mais ofensivo para deixá-lo mais confiante. Lamentou, no entanto, que a tática não funcionou com o Botafogo. "A gente está jogando meio aberto, pra levar perigo ao adversário e passar confiança ao time. Utilizamos (contra o Botafogo) todos os meias e atacante que tínhamos, com a exceção do Caio. Criamos algumas oportunidades, mas poucas. Em geral, não fizemos um grande jogo", admitiu o técnico.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoAtlético-MGCuca

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.