Ivan Storti / Santos FC
Ivan Storti / Santos FC

Cuca assume culpa por eliminação, lamenta chances perdidas e inocenta arbitragem

Técnico santista ainda elogia equipes do Nordeste pelo trabalho que vêm desenvolvendo

Redação, Estadão Conteúdo

04 de novembro de 2020 | 23h02

O técnico Cuca evitou "caçar bruxas" na eliminação do Santos diante do Ceará na Copa do Brasil. Poupou os meninos de crítica, não viu erro decisivo da arbitragem, mas lamentou mais um vez o fato de o time não aproveitar as chances criadas quando foi melhor em campo.

"Traz abalo se achar meia dúzia de culpados, criticar os meninos ou os mais velhos. Isso não vai acontecer. A grandeza do ser humano está em saber perder. Ficamos putos, eu odeio perder, mas faz parte da vida", afirmou Cuca após a derrota por 1 a 0 no Castelão. "Eles deram tudo o que podiam. Não vamos culpar ninguém. Se existe um culpado maior, sou eu, que coloco eles em campo".

Após defender seus jogadores, Cuca fez uma avaliação da apresentação santista. "Primeiro tempo foi bem jogado, tivemos as ações, saída de bola até o último terço. Perdemos gols incríveis e não chutamos na direção do gol", disse.

Foi, até repetitivo. Assim como na Vila Belmiro, o Santos foi melhor nos 45 minutos iniciais. Mas não converteu as chances em vantagem. "O primeiro tempo foi muito bom. Se fizéssemos o gol, iríamos coroar uma grande atuação. Envolvemos o Ceará, quase o dobro de posse, com chances claras. No segundo tempo, depois do gol, virou outro jogo", lamentou. "Nos perdemos (depois do gol sofrido). Mas entrega e coração tiveram até o final", avaliou.

Sobre o destempero de Marinho com a arbitragem ao fim do jogo, Cuca acha que foi por causa de uma possível falta em Jean Mota na origem do gol cearense. "Talvez, na origem do gol do Ceará, houve falta no Jean Mota. No mais é mata-mata. Ficamos bravos com adversário amarrando jogo. Mas fazemos isso também. Fica bravo porque é do ser humano. (Leandro Pedro) Vuaden é grande pessoa, excelente profissional. Não tem culpa na nossa derrota".

Por fim, fez questão de reconhecer o belo trabalho realizado pelas equipes do Nordeste.

"Ceará, Fortaleza, Bahia, Sport e outros da Série B. Estamos tristes, mas temos que valorizar o povo do Nordeste que faz grande trabalho. Equipes redondinhas dentro e fora de campo".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.