Cuca critica árbitro após derrota do Atlético-MG

O técnico Cuca revelou irritação com o árbitro Célio Amorim após a derrota do Atlético Mineiro por 1 a 0 para o Atlético Paranaense, na noite de quarta-feira, em Curitiba, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ele reclamou dos critérios adotados pelo juiz na partida e avisou que pediu ao diretor de futebol Eduardo Maluf a formalização de uma reclamação junto à CBF sobre o juiz.

AE, Agência Estado

17 de outubro de 2013 | 10h44

"Já solicitei, pedi ao (Eduardo) Maluf. Não podem achar que vamos passear no Brasileiro, porque não é assim. Estamos jogando um campeonato sério, com muito interesse. O que fizeram foi um absurdo", disse.

Leandro Donizete, Josué, Luan e Diego Tardelli receberam o terceiro cartão amarelo e Alecsandro e Marcos Rocha foram expulsos pelo árbitro no jogo com o Atlético-PR e terão que cumprir suspensão automática diante do Flamengo, no próximo domingo, em Belo Horizonte. E perder tantos jogadores de uma vez pelo mesmo motivo revoltou Cuca.

"Não poderia ter perdido todos da mesma forma. A falta de critério do árbitro foi absurda, para ambos os lados, mas principalmente para o Atlético-MG. A expulsão do Marcos Rocha, nem falta foi", afirmou.

Para o jogo do próximo domingo, o Atlético-MG já tem 13 desfalques certos. Preocupado, Cuca espera o aval do médico Rodrigo Lasmar para escalar o meia Guilherme, que acaba de se recuperar de lesão muscular. "Vamos esperar, falar com o doutor. Depende do Rodrigo (Lasmar)", disse Cuca.

Derrotado pelo Atlético-PR, o Atlético-MG permanece com 42 pontos e em quinto lugar no Campeonato Brasileiro, mas pode ser ultrapassado nesta quinta-feira por Vitória e Goiás.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoAtlético-MGCuca

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.