Cuca culpa expulsão por derrota do Atlético-MG

Cuca encontrou um culpado para a derrota de quarta-feira, por 3 a 2, de virada, contra o Corinthians: a expulsão de Réver no segundo gol adversário. Para o treinador, o Atlético Mineiro teria forças para reagir se não ficasse com um jogador a menos.

AE, Agência Estado

18 de agosto de 2011 | 09h52

Jogando em casa, o time mineiro terminou o primeiro tempo vencendo por 2 a 0. Mas Emerson descontou aos quatro da etapa final e, apenas quatro minutos depois, sofreu o pênalti que mudaria a partida, na avaliação de Cuca. Depois, Liedson faria o terceiro aos 28.

"Foi um apagão nos primeiros oito minutos do segundo tempo, quando perdemos uma bola cabeceada. É mérito também do adversário, mas aí ele cresce. Cresce o adversário, cresce a torcida, cresce os ânimos", avaliou o treinador.

"E ele acabou fazendo 2 a 2 num lance em que perdemos um jogador", lamentou Cuca. "Se toma 2 a 2 e está 11 contra 11, você mexe. Pode colocar o time pra frente, mexe no sistema. Até tentamos, colocamos o (Jonatas) Obina, depois jogamos sem lateral. Mas não tivemos a força necessária".

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoAtlético-MGCuca

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.