Cuca diz que não pretende poupar atletas contra o Avaí

Poupar ou não poupar jogadores, eis a questão com a qual terá de lidar o técnico do Flamengo, Cuca, para a rodada do fim de semana do Campeonato Brasileiro. Derrotado na estreia da competição pelo Cruzeiro, fora de casa, uma vitória contra o Avaí, sábado, no Maracanã, é considerada obrigação, para evitar um mal início e pressões prematuras sobre o time.

AE, Agencia Estado

14 de maio de 2009 | 19h49

Por outro lado, o compromisso da próxima quarta-feira, contra o Internacional, pela Copa do Brasil, no Beira-Rio, é prioridade no momento. O Flamengo precisará vencer na casa do adversário ou arrancar um empate com gols para avançar às semifinais.

Cuca ainda não se decidiu. "Vou avaliar o grupo para ver o time de sábado. Se alguns jogadores não estiverem na forma ideal, vou usar o elenco. Se não houver necessidade de poupar, vamos com força máxima", comentou.

Alguns jogadores, porém, estão às voltas com problemas físicos e contusões e deverão ser preservados. É o caso de Emerson, que deixou o campo na última quarta-feira com uma torção no joelho. Toró também sentiu desconforto muscular e foi substituído. Com isso, alguns nomes que não andavam nas graças do treinador devem ganhar novas oportunidades entre os titulares, como o atacante Josiel e o meia-atacante Zé Roberto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.