Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Cuca diz que vice 'dói muito', pede desculpas aos torcedores e agradece Mancini

Técnico do São Paulo elogia elenco jovem e diz esperar melhora de rendimento na sequência da temporada

Dani Arruda, especial para a AE, Estadao Conteudo

21 de abril de 2019 | 20h26

O técnico Cuca pediu desculpas à torcida do São Paulo após a perda da final do Campeonato Paulista para o Corinthians, por 2 a 1, neste domingo, em Itaquera, no segundo jogo decisivo, depois de um empate sem gols no Morumbi.

O treinador disse que o São Paulo tem um elenco muito jovem e, dentro do planejamento realizado, deve crescer de rendimento, e aproveitou para pedir o apoio da torcida durante o Campeonato Brasileiro. No sábado, o São Paulo estreia na competição nacional contra o Botafogo, no Morumbi.

"Dói muito, a gente queria muito dar o título para o torcedor, pedimos desculpas, mas precisamos do torcedor para começar o campeonato sábado forte. São meninos de 18, 19 anos, entrando numa batalha diferente de campeonatos de juniores. Estão medindo forças com jogadores importantes e tendem a evoluir, assim como nosso grupo com mais opções", afirmou o comandante.

Cuca ainda agradeceu ao trabalho desenvolvido pelo coordenador técnico Vagner Mancini, que atuou como treinador e classificou o time para a fase final da competição.

Mancini assumiu o time após a demissão de André Jardine, no início de fevereiro, com a queda precoce no estágio preliminar da Libertadores, até que Cuca fosse liberado pelos médicos para voltar às atividades profissionais.

"O que fiz foi dar sequência ao trabalho do Mancini. Esteve comigo em todos os jogos, trocas, escalações, formamos uma parceira em cima desse final de campeonato. Hoje estou respondendo a tudo, se tivéssemos ganhado eu o queria ao meu lado pelo mérito que teve da recuperação", ressaltou o treinador, para depois enfatizar que assumirá de vez a equipe tricolor para a continuidade desta temporada.

"De agora em diante entra um trabalho solo meu, com coisas de acordo com o que eu imagino mais. Tudo isso requer tempo, não faz em duas ou três semanas. Teremos nove rodadas no Brasileiro, mas depois tem parada de 30 dias para a Copa América. Temos de arrancar bem para depois dar uma equilibrada geral no elenco e fazer um grande campeonato", reforçou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.