Cuca é denunciado pela terceira vez seguida no TJD

O técnico Cuca já está ficando habituado com as denúncias no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) do Rio de Janeiro. Nesta segunda-feira, foi confirmado o seu terceiro julgamento seguido no pleno estadual. Desta vez, o comandante do Flamengo foi denunciado por suas declarações na véspera da decisão da Taça Rio. À época, Cuca disse que o presidente do TJD, Antônio Vanderler, teria mentido ao prometer que concederia um efeito suspensivo para o técnico.

AE, Agencia Estado

27 de abril de 2009 | 18h15

Cuca, que estava suspenso por causa de sua expulsão no clássico contra o Vasco, ainda pela fase de classificação da Taça Rio, agora pode pegar de 60 a 360 dias de gancho. O treinador foi denunciado no artigo 188 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, por manifestar-se de forma desrespeitosa ou ofensiva contra membros dos poderes das entidades desportivas. O julgamento da denúncia acontecerá nesta quinta-feira.

Ainda nesta segunda, Cuca também será julgado no TJD do Rio. No pleno, o técnico responderá por ter comparecido ao vestiário do Flamengo no jogo contra o Fluminense, pelas semifinais da Taça Rio, quando ainda estava suspenso. Cuca corre risco de ser punido com gancho de 90 a 360 dias.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato CariocaFlamengoCuca

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.