Cuca e jogadores do Botafogo serão julgados nesta quarta

Arbitro da final da Taça Guanabara registrou na súmula, após o jogo, que foi ofendido pelos réus

Agência Estado

04 de março de 2008 | 19h10

Enquanto se prepara o confronto com o Volta Redonda, pela segunda rodada da Taça Rio, no domingo, o Botafogo vive a angústia do julgamento desta quarta-feira no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), no qual serão analisadas as acusações contra o técnico Cuca e seis jogadores da equipe pelo tumulto na final da Taça Guanabara, contra o Flamengo. O juiz da decisão, Marcelo de Lima Henrique, registrou na súmula que foi ofendido por Cuca e que o treinador alvinegro invadiu o campo depois do gol de empate rubro-negro, num pênalti controverso marcado sobre Fábio Luciano. Outros seis jogadores botafoguenses também foram indiciados e correm o risco de serem suspensos. Duas ausências, porém, já são certas. O zagueiro Ferrero recebeu o terceiro cartão amarelo contra o América e cumpre suspensão automática contra o Volta Redonda. Édson deve ser seu substituto. Já o meia Zé Carlos foi punido com dois jogos de afastamento por expulsão contra o Vasco e está fora. Cuca pode optar entre Abedi e Adriano Felício. Nesta terça, a equipe fez treinamento físico na Praia do Leme e dividiu espaço com os rivais vascaínos e com o time do Duque de Caxias. Muitos jogadores conversaram e confraternizaram depois da atividade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.