César Greco/Divulgação
César Greco/Divulgação

Cuca esconde time, mas revela ter sete desfalques no Palmeiras

Treinador tem dois jogadores suspensos e cinco lesionados

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

08 de abril de 2016 | 19h25

O técnico Cuca vai definir apenas na manhã deste sábado a escalação do Palmeiras para o jogo de domingo contra o Mogi Mirim, fora de casa, pelo Campeonato Paulista. Durante a entrevista desta sexta-feira, o treinador afirmou que ao todo tem sete desfalques e com medo de desgastar ainda mais o elenco, vai ajeitar o time mais na conversa do que em atividades no campo.

O Palmeiras precisa da vitória para confirmar a classificação para a próxima fase do Estadual sem depender de outros resultados. "Um luta para classificar e o outro para não cair. Cada luta tem sua valia e tem que ter respeito. Vejo um jogo muito difícil, complicado, porque o time deles pode se preparar a semana inteira para o jogo", explicou.

Cuca disse que até se atrapalha ao tentar citar quais serão os desfalques para o jogo. Egídio e Gabriel Jesus estão suspensos pelo terceiro cartão amarelo e a lista de vetados pelo departamento médico tem cinco nomes: Arouca, Zé Roberto, Edu Dracena, Dudu e Cristaldo. "Não tem como tirar alguém de domingo e preservar. Temos que ir até o nosso limite. O diálogo está sendo o melhor treinamento."

O treinador explicou que desde o duelo com o Rio Claro, na semana passada, a equipe tem sentido a cobrança e a pressão por vencer, situações que aumentam o desgate das partidas. Cuca admitiu que, com isso, não tem conseguido treinar e passar ao time o seu padrão de jogo preferido. "Quando eu falo em falta de padrão, não é pelo ex-treinador, é para mim mesmo. Ter padrão é ter várias condições táticas, o jogador saber que pode jogar aqui, lá", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.