Ivan Storti / Santos FC
Ivan Storti / Santos FC

Cuca evita fazer contas para Libertadores e valoriza clássico com Corinthians

Jogo com o rival paulistano pode ser decisivo na briga por uma vaga no torneio continental

Felipe Rosa Mendes, O Estado de S.Paulo

14 de fevereiro de 2021 | 05h00

Prestes a deixar o comando do Santos, Cuca espera se despedir no fim do mês cumprindo sua última missão no time: garantir a vaga na próxima edição da Copa Libertadores. O técnico, no entanto, evita fazer contas, a três jogos do fim do Brasileirão. Mas admite que a classificação passa pelo clássico com o Corinthians, na quarta-feira.

"Não temos que pensar em vencer só porque é um clássico, mas porque é um jogo importante, decisivo, que nos deixa mais próximo do nosso objetivo, então temos que medir tudo isso", comenta o treinador. Na temporada 2020, o Santos conquistou apenas uma vitória em clássicos.

O triunfo sobre o Corinthians pode ser decisivo para a vaga porque o alvinegro é rival direto nesta briga. Enquanto o Santos figura no oitavo lugar, com 50 pontos, o Corinthians figura em nono, com 49. E terá pela frente na rodada o vice-líder Flamengo, candidato ao título, neste domingo.

A atual colocação deve ser o suficiente para o Santos assegurar a classificação. Isso porque o tradicional G6 vai virar G8 uma vez que o Palmeiras garantiu a vaga na próxima edição da Libertadores por ter vencido a última, justamente sobre o Santos, há duas semanas. O rival também disputa a final da Copa do Brasil, contra o Grêmio, e ambos os times estão dentro da zona de classificação pela tabela do Brasileirão.

Cuca, no entanto, evita o otimismo. "Esse campeonato está meio maluco. Lá em cima está acontecendo cada coisa. Lá embaixo, também. Ninguém esperava o que está acontecendo, por exemplo, com o Goiás. Time lá da ponta empata com time da zona de rebaixamento. Não tem como fazer uma perspectiva de pontos (para garantir a vaga na Libertadores). Cada jogo é uma situação", afirma.

Se não está otimista, ao menos o técnico demonstra confiança em seu grupo. Ao superar o Coritiba por 2 a 0, no sábado, o Santos encerrou uma série de seis jogos sem vitórias, por diferentes competições. A sequência negativa incluir a dolorosa derrota na final da Libertadores.

"O pessoal soube passar o momento ruim, empatamos fora com o Grêmio e com o Atlético-GO. Hoje ganhamos jogando bem, o que te encaminha para terminar bem o Brasileirão", projeta Cuca. "Estou contente com o grupo, mesmo com a perda de Libertadores, com a perda de jogadores importantes."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.