Cuca exalta triunfo e prevê 'fortes emoções' para quarta

O técnico Cuca exibiu satisfação com a reação do Atlético-MG na vitória por 2 a 1 sobre a Portuguesa, no último domingo, no Estádio Independência, em Belo Horizonte, onde o seu time saiu atrás no placar e garantiu a virada com um gol de Dátolo aos 43 minutos do segundo tempo, pela 16.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

AE, Agência Estado

26 de agosto de 2013 | 08h41

O triunfo, que deu novo fôlego ao time, antes muito próximo da zona de rebaixamento, foi exaltado pelo treinador, que qualificou como justo o placar pela atuação exibida pelos atleticanos na etapa final.

"No primeiro tempo, pecamos muito e a Portuguesa foi muito bem na estratégia dela, com o Gilberto de pivô e a chegada dos volantes. Eles fizeram o gol merecidamente pela esquerda, em uma jogada que já vinha se desenhando", disse Cuca, para depois comentar a mudança tática que promoveu e acabou surtindo efeito.

"No segundo tempo, a gente fez uma troca, o Luan entrou como segundo volante, saindo com força. A diminuição de espaço foi grande e, ainda que com a equipe mais aberta e exposta aos contra-ataques, nos posicionamos bem, empatamos e não desistimos nunca. Tivemos um volume grande e acredito que a gente mereceu ganhar, ainda que no fim. De forma geral, pelo segundo tempo, foi um resultado merecido", avaliou.

Após a vitória deste domingo, o comandante também admitiu que espera "fortes emoções" para esta quarta-feira, quando o Atlético tentará reverter a vantagem de 4 a 2 do Botafogo, no duelo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil, novamente atuando no Independência.

"O Botafogo é um time bom, que sai em velocidade, joga um bonito futebol. Vai ser um jogão, na quarta-feira, não tenho dúvida. Vamos nos prepara para fortes emoções, tomara que a gente consiga um feito como já fizemos outras vezes aqui no Independência", disse Cuca, lembrando das classificações heroicas obtidas no estádio na campanha vitoriosa da última Copa Libertadores.

Dátolo, por sua vez, celebrou o fato de ter marcado o seu primeiro gol pelo Atlético e sido decisivo para o triunfo sobre a Lusa. "Graças a Deus, a bola entrou. Todos estão de parabéns pelo esforço. Agora, temos um jogo decisivo na quarta-feira, pela Copa do Brasil. Não vou estar, mas os meus companheiros têm que deixar a vida (pela classificação)", opinou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoAtlético-MGCuca

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.