Jf Diorio/ Estadão
Jf Diorio/ Estadão

Cuca faz elogios a Eduardo Baptista: 'Tem tudo para dar certo'

Baptista já se desligou da Ponte Preta para acertar com o Palmeiras

Gonçalo Junior, Estadão Conteúdo

07 de dezembro de 2016 | 18h30

Mesmo que o Palmeiras ainda não tenha anunciado oficialmente a contratação do novo treinador, Cuca avalia que Eduardo Baptista, principal candidato ao posto, tem boas condições de fazer um bom trabalho. Baptista se desligou da Ponte Preta, afirmou que havia sido sondado pelo Palmeiras, mas disse que não havia recebido uma proposta oficial. O atual treinador, por sua vez, alegou problemas pessoais para deixar o time após a conquista do título brasileiro.

"O Eduardo não entraria como o Jair ou o Zé. Ele tem um know-how maior. Fez um grande trabalho no Sport, na Ponte Preta. Vai pegar uma condição boa de trabalho, um grupo bom que o Alexandre Mattos ajuda muito e pegar o pessoal com moral, coisa que lutamos tanto para eles terem. Ele é bom treinador. Tem tudo para dar certo", disse Cuca ao canal SporTV na tarde nesta quarta-feira.

O técnico reafirmou que não pretende trabalhar no primeiro semestre, mas não descarta dirigir algum clube ainda em 2017. "Vou trabalhar. Não sei se aqui ou no exterior. Na primeira etapa tenho prioridades pessoais e dentro disso quero dar enriquecida em termos de treinamentos fora. Quero dar uma olhada na Inglaterra, Itália, Espanha. É importante se aperfeiçoar. Quero fazer isso no começo do ano, não tem data ainda, depende do andar das minhas coisas particulares", contou Cuca.

Cuca anunciou a saída do clube dois dias após a conquista do título brasileiro, o primeiro do Palmeiras em 22 anos. Ao longo da campanha, pessoas próximas ao elenco chegaram a afirmar que o estilo exigente do treinador teria incomodado alguns jogadores. Publicamente, Cuca se desentendeu com Dudu, que se tornaria capitão do time ao longo da campanha.

Para reafirmar o clima amistoso em sua despedida, o treinador afirmou que está à disposição para ajudar na transição para o próximo treinador. "Estou aberto para transição. Gosto do Eduardo, se for ele o treinador. Todos podem contar comigo", disse Cuca.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.