Cuca já pensa no Santos e não se assusta

O próximo adversário é o São Caetano, mas, apesar das juras de respeito, o técnico Cuca aceita falar sobre o Santos, provável adversário nas semifinais do Campeonato Paulista. ?Nosso time já está em condições de enfrentar o Santos. Foi uma promessa que fiz havia dois meses, quando assumi, e considero cumprida. Não há favorito hoje em um jogo nosso contra o Santos?, diz o treinador, que derrotou a equipe da Vila por 3 a 0, quando dirigia o Goiás, no Campeonato Brasileiro de 2003. O rival é citado com admiração. ?Eles têm um time formado há dois anos, mas hoje em dia dá para a gente encarar. Na Vila ou em qualquer lugar?, diz o zagueiro Fabão. ?Não perderam de quatro para o Paulista? Podem perder para nós também. O problema é ter muito cuidado com o Robinho.? Ele se recorda das ?pedaladas? que Rogério levou na final do Brasileiro de 2002. ?Tinha de segurar o Robinho fora da área para não fazer pênalti. Não tenho medo de levar chapéu, caneta ou pedalada. Não reajo, não dou pontapés. Só faria uma falta leve. Mano a mano com o Robinho não é bom.?O zagueiro do São Paulo considera o Santos um time que chegou ao auge, e o São Paulo ainda tendo muito a crescer.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.