Ivan Storti/ Santos FC
Ivan Storti/ Santos FC

Cuca lamenta chances perdidas pelo Santos contra o Grêmio

Equipe santista vencia o jogo contra o Grêmio até o fim do tempo regulamentar, mas acabou sofrendo o empate nos acréscimos

Redação, Estadão Conteúdo

09 de dezembro de 2020 | 23h02

O técnico Cuca não escondeu a decepção pelo empate do Santos com o Grêmio, por 1 a 1, nesta quarta-feira, em Porto Alegre. O time paulista vencia até os 56 minutos do segundo tempo, quando a equipe gaúcha arrancou o empate em cobrança de pênalti, pela ida das quartas de final da Copa Libertadores.

Na avaliação do treinador, o Santos foi melhor em campo e merecia a vitória, principalmente no segundo tempo. Mas abusou das chances perdidas no ataque. "No segundo tempo perdemos três gols muito claros, que poderiam ter definido até o confronto", lamentou Cuca.

Cuca admitiu o incômodo pelo gol sofrido nos acréscimos, em lance polêmico. Após ser chamado para rever o lance no monitor, o árbitro marcou pênalti por toque da bola no braço de Balieiro, depois de cruzamento de Ferreira.

"Hoje, a frustração é pelos gols perdidos, pela bela partida que o Santos fez e a maneira que tomamos o gol no fim do jogo", disse Cuca. "No fim tomamos o empate, mais uma vez no fim, e mais uma vez em um lance inconclusivo. Você tem que ter o sentimento se o jogador quis tirar vantagem daquilo ou é casual. Eu saio profundamente chateado com o resultado."

O técnico também lamentou a expulsão de Diego Pituca, minutos antes do lance do gol, por levar o segundo cartão amarelo. "Um jogador expulso no fim da partida, um que faz falta durante o jogo e para a próxima partida. E equívocos de arbitragem que vão mexendo no seu emocional", resumiu o treinador.

Além de Pituca, uma baixa garantida para o jogo da volta, na próxima quarta, é o atacante Soteldo. Ele foi vetado nesta quarta a poucas horas do início da partida em Porto Alegre por ter testado positivo para a covid-19.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.