Cuca minimiza derrota e diz que importante é o título

A derrota do Atlético por 2 a 1 para a Caldense, em Poços de Caldas, pela 10ª rodada do Campeonato Mineiro, encerrou uma série de 13 vitórias do time na temporada e deixou a equipe com remotas chances de garantir o primeiro lugar da fase de classificação do torneio estadual, o que lhe garantiria vantagens nas semifinais e em uma eventual decisão. Cuca, porém, minimizou a situação e garantiu que o time segue firme na luta pelo bicampeonato mineiro.

AE, Agência Estado

15 de abril de 2013 | 11h44

A derrota manteve o Atlético no segundo lugar, com 24 pontos, um a menos do que o Cruzeiro, que só precisa de uma vitória em duas partidas para assegurar a primeira colocação. "Vamos nos classificar, se não for primeiro, será segundo. Vamos pegar o terceiro, passar e temos todas as condições de sermos campeões", disse Cuca.

Para o treinador, o Atlético teve bom desempenho contra a Caldense e não merecia ter perdido no domingo. "Foi um placar injusto pelo que o Atlético jogou bem, mas acabou que veio a derrota e temos que saber administrar", afirmou. "O time jogou o suficiente para vencer", completou.

Diante da Caldense, Cuca poupou todos os titulares, que treinaram na manhã de domingo visando o duelo com o São Paulo, quarta-feira, pela rodada final do Grupo 3 da Copa Libertadores. O treinador evitou confirmar se o atacante Diego Tardelli, em fase final de recuperação de lesão, poderá jogar no Morumbi e qual será o seu substituto se for vetado pelo departamento médico.

"Todos participaram do treinamento pela manhã, depois vamos nos reunir com o pessoal que ficou lá para saber como tudo aconteceu", disse. "Vamos definir com os treinamentos, treinar primeiro na segunda-feira para depois definir o que será feito".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.