Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Cuca mira vaga na Libertadores, mas destaca: 'Primeira meta do Santos é não cair'

Equipe ocupa a oitava posição do Campeonato Brasileiro, nove atrás do Atlético-MG, que fecha a zona de classificação para a Libertadores

Estadão Conteúdo

03 Outubro 2018 | 14h34

O Santos é o atual oitavo colocado do Campeonato Brasileiro após 27 rodadas disputadas e está nove pontos atrás do Atlético-MG, time que hoje fecha a zona de classificação para a Copa Libertadores. Apesar disso, o treinador disse nesta quarta-feira que o time segue almejando a conquista da vaga na próxima edição da competição continental.

Entretanto, o discurso do comandante também foi cauteloso quando ele projetou os próximos objetivos do time santista. Para Cuca, antes de pensar em jogar o torneio sul-americano, a equipe precisa inicialmente lutar para livrar o risco de queda para a Série B do Brasileiro.

"Nossa primeira meta é chegar aos 42 pontos para salvar (o time) do rebaixamento. Quando nós (da atual comissão técnica) chegamos, o time era o 17º colocado, com 16 pontos. A gente tem que ganhar esses pontos o mais rápido possível, mas ainda podemos pensar na Libertadores", afirmou o treinador, em entrevista coletiva.

E o primeiro passo para atingir esses dois objetivos é o compromisso de sexta-feira, às 21h30, no Barradão, diante do Vitória. O treinador fez uma advertência para aqueles que acreditam em um jogo fácil pelo fato de o adversário estar entre os últimos colocados, em 17º lugar, com apenas 29 pontos.

"Achar que é só ir lá e vencer é um pensamento errado. O Vitória luta com todas as suas forças para sair desta situação. É um time que não abdica de jogar. Nós temos de nos preparar para fazer um bom jogo, jogar bem, fazer uma partida competitiva, homogênea, regular em todos os sentidos", disse o treinador, que ainda aguarda por uma recuperação do atacante Rodrygo e já descartou a possibilidade de contar com o zagueiro Robson Bambu, lesionado.

Na manhã desta quarta-feira, Rodrygo ficou fora do treinamento no campo pelo segundo dia seguido, no CT Rei Pelé, por causa de dores na coxa. Porém, ele viaja nesta tarde com o elenco santista para Salvador. Por enquanto, é dúvida para o jogo.

"Rodrygo está com uma dorzinha muscular, não lembro se é (no músculo) posterior ou adutor. Ele viaja e tem tempo ainda para definir se joga ou não", disse Cuca.

Enfrentar o Vitória como visitante não incomoda o técnico santista. "Nós temos feito bons jogos fora de casa. Vencemos Cruzeiro, Vasco (Copa do Brasil), Paraná e empatamos com o Botafogo e Ceará. A gente imagina que vai ser um jogo bom", projetou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.