Cuca nega clima de revanche na partida com o Santos

Treinador afirma que não fez inimigos no clube da Vila e diz que possível vitória não terá sabor especial

Agencia Estado

12 de setembro de 2008 | 17h26

O técnico Cuca reencontrará neste domingo o Santos, último clube que dirigiu antes de assumir o Fluminense. No clube paulista, o treinador teve uma passagem ruim e saiu criticado. Apesar disso, Cuca nega que vencer o Santos na Vila Belmiro tenha um sabor especial.Veja também: Santistas prevêem jogo complicado contra o FluminenseDê seu palpite no Bolão Vip do Limão"Não tenho nenhum inimigo no Santos. Saí de lá porque não conseguia mais ajudar. Algumas coisas são criadas depois que você sai, mas não são verdades", afirmou o treinador, tentando minimizar as críticas de alguns jogadores do Santos em relação ao seu trabalho.Cuca pediu atenção da defesa do Fluminense com o artilheiro do Campeonato Brasileiro. "O Kléber Pereira é um jogador diferenciado e é artilheiro. Temos que ter bastante cuidado com ele. Se sobrar, o Kléber faz gol. Mas, temos que ter cuidado com o Santos, não só com ele".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.