Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Cuca passará por cirurgia cardíaca e não deve permanecer no Santos em 2019

Problema do técnico já havia sido comentado pelo presidente José Carlos Peres, em entrevista na terça-feira

Gabriel Melloni, O Estado de S.Paulo

22 de novembro de 2018 | 00h26

O técnico Cuca provavelmente não permanecerá no Santos em 2019. E o motivo é médico. O treinador precisará passar por uma cirurgia cardíaca depois de sofrer um princípio de enfarte. Nesta quarta-feira, após o empate por 1 a 1 com o Botafogo, pelo Campeonato Brasileiro, ele evitou entrar em detalhes, mas admitiu o problema de saúde.

"Tenho um problema de saúde, que provavelmente vai me tirar do Santos para eu poder tratar. Mas não era para ter falado", declarou, insatisfeito com a postura do presidente José Carlos Peres, que revelou que o treinador tinha um problema de saúde em entrevista ao canal Bandsports na última terça-feira.

Cuca sofreu o princípio de enfarte há dois meses, na derrota para o Cruzeiro por 2 a 1, no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro. Submetido a exames, o treinador teve diagnosticada a necessidade de passar por uma cirurgia, o que deve acontecer após o término da competição.

Antes mesmo deste problema de saúde, porém, Cuca já havia dado indícios de insatisfação com a postura de Peres, que poderia tirá-lo do Santos em 2019. E ao falar sobre o planejamento do clube para o ano que vem, o treinador mais uma vez mostrou não estar na mesma sintonia da diretoria.

"Tenho conversado bastante com o Peres. Depois do jogo com o América-MG, ficamos mais de uma hora falando. Vamos esperar acabar da melhor forma possível o ano, fazendo o melhor que a gente pode, já planejando o ano que vem. Sou funcionário do Santos, esta é minha obrigação, ganho para isso. Se me consultarem, me perguntarem, vou fazer de coração aberto. Mas não sou eu que tenho que fazer as coisas sozinho", afirmou.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.