Cuca pede demissão do Santos, mas diretoria recusa

A crise no Santos parece não ter fim. O time da Vila Belmiro completou dez jogos sem vitória, nesta quarta-feira, em Florianópolis, ao ser derrotado pelo Figueirense, por 3 a 0, e não tem mais técnico. Cuca, logo após a partida, pediu demissão no vestiário. A diretoria santista recusou e anunciou que analisará o caso em uma reunião nesta quinta, em Santos, após a volta da delegação de Santa Catarina.Com o resultado, a equipe de Santos segue em penúltimo lugar no Campeonato Brasileiro, com apenas oito pontos, um à frente do lanterna Ipatinga, que foi goleado pelo Botafogo, no Rio.Em 12 jogos pelo Brasileirão, o Santos só venceu o time mineiro - 4 a 0, na Vila Belmiro, pela segunda rodada. São mais cinco empates e seis derrotas. É o pior início de campeonato da história do clube.Cuca, que ameaçou pedir demissão no intervalo do jogo contra o Botafogo, no último domingo, quando perdia por 2 a 0 - no fim, conseguiu o empate - afirmou depois que a semana com os confrontos diante de Figueirense e Sport, no domingo, na Vila Belmiro, seria decisiva para ele ou para alguns jogadores. Geninho, que saiu recentemente do Botafogo, e Zetti, que comanda atualmente o Juventude, surgem como opções para o lugar.

AE, Agencia Estado

17 de julho de 2008 | 06h03

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantosCuca

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.