Cuca projeta setembro difícil para o Atlético-MG

O técnico Cuca projeta um mês de setembro difícil para o líder do Campeonato Brasileiro. O Atlético-MG vai jogar oito vezes em 30 dias, sendo que cinco dessas partidas serão fora de Belo Horizonte. E, no Independência, irá receber São Paulo, Grêmio (times que brigam pelo G-4) e o Palmeiras, campeão da Copa do Brasil.

AE, Agência Estado

31 de agosto de 2012 | 19h25

"Esse mês (setembro) é complicado. Estudei a minha tabela e a dos concorrentes e a gente fez um projeção interna com o grupo. Em outubro, temos seis jogos e quatro deles são em casa. Temos que entender que o campeonato é assim. Empatar e perder faz parte do cronograma", avisa Cuca.

O calendário de jogos de setembro será aberto neste domingo, quando o Atlético-MG visita o campeão da Libertadores, o Corinthians, no Pacaembu. Depois, a equipe mineira vai até Salvador para pegar o Bahia, na quarta. Cuca optou por nem passar por Belo Horizonte no meio do caminho.

"Vou viajar com 21 jogadores e de lá (São Paulo) vamos para a Bahia. Deixo uns seis aqui (Belo Horizonte) e vamos fazer força de grupo", comentou o treinador. "Eu reuni o pessoal e expliquei para eles que o mês é cheio e que todos serão utilizados."

Nesta sexta-feira, o treinador comandou um treino coletivo com Pierre e Bernard, que cumpriram suspensão contra a Ponte Preta, de volta ao time titular, substituindo Escudero e Serginho. O time que vai jogar no Pacaembu deverá ter: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Réver e Junior César; Pierre, Leandro Donizete, Bernard e Danilinho; Ronaldinho Gaúcho e Jô.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolAtlético-MGBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.