Cuca quer punição para Marquinhos e Vélber

A vitória incrível sobre o Atlético-PR por 1 a 0, mesmo jogando com dois atletas a menos no 2º tempo, na noite de quinta-feira, foi bastante festejada pelos são-paulinos. O herói Gustavo Nery, autor do gol, teve de dar inúmeras entrevistas. Os outros jogadores esbanjavam alegria. Os dirigentes demonstravam bom humor.Mas nem tudo deveria ser motivo para comemoração, alertou Cuca. De acordo com o treinador, Marquinhos e Vélber prejudicaram muito a equipe por terem recebido cartão vermelho e devem ser punidos. E o time, em sua opinião, não foi nada bem no 1º tempo e precisa melhorar bastante, se quiser ter vida longa na temporada. "Não podemos ser passionais e deixar as coisas passarem só porque fizemos um gol no fim e ganhamos o jogo. Se tivéssemos perdido, iríamos querer pegar o Vélber e o Marquinhos pelo pescoço", comentou Cuca. "Vamos estudar o que fazer com os dois." Marquinhos foi expulso porque teria ofendido o juiz Djalma Beltrami e Vélber por ter agredido o atleticano Ramalho.Cuca reconheceu a fragilidade do time, principalmente no meio-campo, e voltou a falar da necessidade de reforços. Para o jogo de domingo, contra o Criciúma, às 18 horas, em Criciúma, o técnico terá problemas para escalar a equipe. Além de Marquinhos e Vélber, suspensos, poderá ficar sem Luís Fabiano, que terá de se apresentar por volta das 20 horas à seleção, em Cumbica, para o amistoso de quarta, contra a Hungria, em Budapeste. "Vamos tentar armar um esquema de vôo, não será fácil."Eleição adiada - Os advogados da situação conseguiram derrubar, no Tribunal de Justiça Desportiva, a liminar que determinava para este sábado as eleições presidenciais. O pleito, assim, deverá mesmo ser no dia 30.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.